Flamengo x Athletico PR

Diego perdeu pênalti em eliminação do Flamengo diante do Athletico Paranaense (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Fabio Chiorino e Rodrigo Borges
18/07/2019
08:44
Rio de Janeiro (RJ)

Quase 70 mil torcedores foram ao Maracanã e viram o Flamengo ser eliminado nos pênaltis. Superior no segundo tempo, o Furacão impôs a primeira grande derrota do técnico Jorge Jesus. Santos, goleiro do time paranaense, foi decisivo nas penalidades e a equipe agora enfrenta o Grêmio por vaga na final. Se Santos foi o herói, o vilão foi justamente quem iniciou a série de cobranças. Diego, o camisa 10 e capitão do Rubro-Negro, não viu problema em tentar uma cavadinha na primeira cobrança de seu time. Um desrespeito com companheiros, torcida e o clube. Ainda mais para um jogador com histórico ruim em pênaltis - errou 6 dos últimos 14 que bateu e desperdiçou também na final da Copa do Brasil de 2017. "Não foi uma cavada. Foi calculado", disse o meia após a partida. Nem ao menos teve a lucidez de pedir desculpas por assumir um risco desproporcional para a importância do jogo. Restam Brasileirão e Libertadores, muito mais difíceis de se conquistar do que o mata-mata nacional. A falta de mentalidade vencedora no Flamengo, por diversas vezes citada neste Espresso, passa por momentos como esse, em que os líderes parecem zombar do tamanho da missão que têm sob os pés. A falta de seriedade de Diego na cobrança do pênalti diminuiu o mérito de não se esconder e estar lá na marca da cal.

Quer ler mais opinião e informação todos os dias? O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. É uma leitura rápida e saborosa como aquele cafezinho de todos os dias, que vai colocar você por dentro das principais notícias do esporte. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises especiais. Clique aqui e inscreva-se.