Maurício Barbieri e Vitinho

Barbieri orienta  Vitinho durante atividade no Ninho: atacante busca sequência (Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo)

LANCE!
04/09/2018
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Circunstâncias da partida, desgaste do elenco e características do adversário: três fatores são levados em consideração pela comissão técnica do Flamengo para a definição do time titular a cada compromisso. Assim, desde que Maurício Barbieri assumiu o comando da equipe, a escalação tem variado bastante, principalmente no setor ofensivo, No entanto, com os resultados negativos e a queda de rendimento, procuram-se explicações e a falta de sequência pode ser uma das causas para a má fase do ataque.

O setor não encaixou após a saída de Vinícius Júnior, negociado com o Real Madrid em julho. Marlos, Vitinho, Henrique Dourado e Uribe já formaram recentemente a dupla de ataque do Rubro-Negro nos últimos compromissos.

Reposição para a saída do jovem, Vitinho ainda está procurando seu melhor ritmo de jogo e espaço na equipe. O camisa 14 é mais frequentemente usado na ponta-esquerda, mas também já atuou centralizado.Domingo, foi reserva.

O Flamengo começou com Marlos na esquerda, mas a opção, como o próprio treinador analisou, não funcionou. Enquanto o ataque não reencontrar o bom futebol, Maurício Barbieri seguirá procurando a escalação ideal jogo a jogo.

- As coisas não funcionaram. Tentamos mais de uma possibilidade. A busca é constante para se ter o retorno que se espera e não só nesse setor - analisou.

O fato é que Vitinho - ou outro atleta do elenco - não oferecerá ao Flamengo o que Vini Jr oferecia. Agora, é preciso que o reforço ganhe minutos para adaptar-se ao estilo de jogo da equipe - e a equipe ao seu estilo. As demais opções, seja Marlos Moreno e Geuvânio, entre outros atacantes, não aproveitaram todas as oportunidades dadas durante a atual temporada.