Flamengo x Volta Redonda Arrascaeta

Arrascaeta ainda não conquistou a titularidade sob o comando de Abel Braga (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

LANCE!
05/04/2019
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

A permanência de Arrascaeta entre os reservas diante do Peñarol, mesmo com a atuação ruim do time no Maracanã, foi explicada por Abel Braga: ainda falta entrosamento ao meio-campista, contratado em janeiro pelo Flamengo. A justificativa não convenceu parte da torcida, que, nas redes sociais, questionou demais a decisão do técnico na quarta-feira.

- Tem momento que ele vai entrar, tem momento que não. No jogo passado ele decidiu para nós, foi muito bom. Falta um pouquinho de entrosamento, jogar mais por dentro - afirmou Abel, após a derrota que custou a liderança do Grupo D da Libertadores.

São sete atuações de Arrascaeta em partidas que Abel Braga colocou em campo o considerado "Time A", das quais o uruguaio iniciou apenas três: vitória sobre o Americano e Portuguesa, pelo Carioca, e triunfo sobre o San José, na Bolívia, na estreia da Libertadores. Já contra Cabofriense e em dois clássicos com o Fluminense - todos no Estadual - e diante da LDU - na Copa -, o camisa 14 saiu do banco de reservas.

Desta forma, o meio-campista esteve em campo ao lado dos principais nomes do Flamengo por 282 minutos nesta temporada, sem contar os acréscimos, o equivalente a pouco mais de 3 partidas completas (270 minutos).

Já com o "Time B" - utilizado por Abel Braga nas fases iniciais da Taça Guanabara e Taça Rio, especialmente -, Arrascaeta disputou cinco partidas, sendo substituído antes do apito final apenas em sua estreia, contra o Resende, em 23 de janeiro. São 385 minutos em campo, além dos acréscimos.

No sábado, Flamengo e Fluminense voltam a se enfrentar e, desta vez, vale uma vaga na decisão do Campeonato Carioca. O quarto Fla-Flu do ano pode ser a oportunidade para Abel Braga dar mais minutos a Arrascaeta entre os titulares. A bola rola às 19h e o Flamengo, por ter conquistado a Taça Rio, tem a vantagem do empate. No outro lado da chave, Vasco e Bangu decidem o segundo finalista no domingo. O Cruz-Maltino joga pelo empate.

Os 12 jogos de Arrascaeta pelo Flamengo:

23/1 - 1x1 Resende: Atuou desde o início entre os reservas. Substituído aos 25 minutos da etapa final.

29/1 - 3x1 Boavista: Atuou os 90 minutos entre os reservas.

3/2 - 4x0 Cabofriense: Entrou aos 31 minutos da etapa final em partida que Abel Braga escalou os titulares. Marcou um gol aos 41 minutos.

14/2 - 0x1 Fluminense: Entrou aos 23 minutos da etapa final em partida que Abel Braga escalou os titulares.

24/2 - 4x1 Americano: Atuou os 90 minutos em partida que Abel Braga escalou os titulares. Deu uma assistência para Gabriel Barbosa aos 7 minutos da etapa final.

28/2 - 3x1 Portuguesa: Atuou os 90 minutos em partida que Abel Braga escalou os titulares.

5/3 - 1x0 San José (BOL): Atuou na primeira etapa em partida que Abel Braga escalou os titulares. Foi substituído por Everton Ribeiro após o intervalo.

9/3 - 1x1 Vasco: Atuou os 90 minutos entre os reservas. Marcou um gol aos três minutos da etapa final.

13/3 - 3x1 LDU (EQU): Entrou aos 41 minutos em partida que Abel Braga escalou titulares.

16/3 - 0x0 Volta Redonda: Atuou os 90 minutos entre os reservas.

27/3 - 2x1 Fluminense: Entrou aos 28 minutos da etapa final em partida que Abel Braga escalou os titulares.

31/3 - 1x1 Vasco: Atuous os 90 minutos entre os reservas. Marcou um gol aos 48 minutos da etapa final que levou a final da Taça Rio para os pênaltis.