Bruno Henrique e Gabigol

Bruno Henrique e Gabigol celebram um dos gols marcados contra a Portuguesa (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

LANCE!
01/03/2019
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

O início animador de Bruno Henrique e Gabigol no Flamengo já deu à dupla a condição de titular da equipe de Abel Braga - ao menos até a próxima terça-feira, quando o clube estreia na Libertadores diante do San José, em Oruro. Os números dos atacantes impressionam - e até empolgam os rubro-negros. São sete gols e quatro assistências dos dois em oito jogos do Campeonato Carioca.

Os dois têm se entendido bem, mostrando que trouxeram o entrosamento de Santos, onde atuaram juntos em 2018 - confira o retrospecto da dupla abaixo. Dos três gols de Gabigol, um foi com assistência de Bruno Henrique. O camisa 9 retribuiu: são dois passes decisivos para o parceiro, que fez quatro em 2019.

Para a sequência da temporada, Gabigol quer manter os bons números.

- Feliz pelos gol e pela assistência para o Bruno Henrique. Fizemos um grande jogo, começamos e terminamos bem. Espero que continue assim - avaliou.

Para o setor ofensivo, Abel Braga tem a serviço vários atletas. Fernando Uribe é o principal concorrente de Gabigol pela vaga de centroavante, enquanto Vitinho atua na mesma faixa de campo de Bruno Henrique, aberto pelo lado esquerdo.

PELO SANTOS, DUPLA NÃO FOI TÃO EFETIVA

Dois dos principais atacantes do Santos em 2018, Bruno Henrique e Gabigol atuaram juntos em 27 partidas do Campeonato Brasileiro e Libertadores. A dupla não foi tão efetiva como vem sendo neste início de trabalho na Gávea.

Nestes 27 jogos, Bruno Henrique serviu de "garçom" para Gabigol em três oportunidades: contra Atlético-MG, Corinthians e América-MG, no Brasileirão. Por outro lado, o camisa 9 não deu nenhuma assistência ao companheiro.

Nas partidas em que atuaram juntos, Bruno Henrique fez um gol (contra o Fluminense, no Brasileiro). Gabigol fez 11 gols e deu uma assistência. O aproveitamento do Santos nos jogos foi de 51,85% - 11 vitórias e nove empates.

Vale ressaltar que Bruno Henrique teve a temporada "atrapalhada" por lesões. A mais grave delas foi no olho direito, em janeiro, por conta de uma bolada. O atacante ficou sem jogar entre 17 de janeiro e 21 de abril e, depois, até 27 de maio. Foram 23 partidas como titular do Santos em 2018, com dois gols feitos.