Pedro - Fluminense x Flamengo

Contra o Fluminense, Pedro saiu do banco de reservas e marcou o gol de empate do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Lazlo Dalfovo e Matheus Dantas
11/07/2020
07:05
Rio de Janeiro (RJ)

Quando Gabigol enfim foi contratado pelo Flamengo, findando a dramática novela com a Inter de Milão, comentou-se que Pedro seria a sua "sombra". Na ocasião, o camisa 9 optou por realçar o elenco cada vez mais estrelado para esta temporada. E já dá para dizer que as opções do banco têm feito a diferença, já que, segundo um levantamento do LANCE!, em 2020, 30% dos gols do do grupo principal do Rubro-Negro têm colaboração direta de um jogador que entrou no decorrer de um jogo, seja com bola na rede ou assistência.

Ao todo, 12 dos 40 gols do Fla em 2020 vieram graças aos reservas (veja a lista abaixo)

No último fim de semana, foi a vez de Pedro sair do banco para mudar o cenário do clássico contra o Fluminense, pela final da Taça Rio. Apesar do gol do camisa 21 contra a sua ex-equipe, deixando tudo igual no marcador (1 a 1), o Tricolor levou a melhor nas penalidades.

Apesar do revés, Pedro ratificou o poderio do plantel rubro-negro. Ele, aliás, é quem mais contribui para esta fatia (30% oriunda dos suplentes). Ao todo, soma quatro gols e duas assistências saindo do banco - cabe lembrar que, iniciando como titular, fez um gol, totalizando cinco pelo Fla.

Outro que tem colaborado significativamente é Michael, que também é o reserva que mais tem oportunidades (jogou 15 dos 16 jogos do grupo principal, ou cerca de 555 minutos). Contratado para esta temporada assim como Pedro, a "Revelação do Brasileiro de 2019", pelo Goiás, tem duas assistências pelo Flamengo - e um passe para gol, além de duas bolas na rede começando entre os 11, o que ocorreu quando houve lesão ou suspensão de uma peça ofensiva do "time ideal" por três vezes.

Neste cenário, Diego Ribas também soma duas assistências. As outras colaborações via banco ficam por conta de Vitinho (uma assistência) e Pedro Rocha (um gol). Ao todo, 12 dos 40 gols do time de Jesus em 2020 vieram graças aos reservas (veja abaixo).

PRÓXIMO DESAFIO

Bruno Spindel, Michael e Marcos Braz
Contratado em janeiro, Michael tem tido participação importante no elenco rubro-negro (Paula Reis / Flamengo)

Com ou sem uma mãozinha do banco, agora podendo efetuar cinco alterações, o Flamengo necessitará dar uma resposta ao seu torcedor neste domingo, quando o time de Jorge Jesus reencontrará o Fluminense, desta vez pela ida da final do Carioca, às 16h. O palco será o Maracanã, o mesmo que viu o revés nos pênaltis, quarta última, quando poderia ter levado o Estadual ao conquistar a Taça Rio.

AS COLABORAÇÕES DO BANCO EM 2020

- Resende 1x3 Flamengo (5ª rodada da Taça Guanabara) - gol e assistência de Pedro (2 participações)
- Flamengo 2x0 Madureira (6ª rodada da Taça Guanabara) - gol de Pedro (1)
- Independiente Del Valle 2x2 Flamengo (ida da Recopa Sul-Americana) - gol de Pedro (1)
- Boavista 1x2 Flamengo (final da Taça Guanabara) - assistência de Pedro (1)
- Flamengo 3x0 Independiente Del Valle (Recopa Sul-Americana) - assistência de Vitinho (1)
- Cabofriense 1x4 Flamengo (1ª rodada da Taça Rio) - duas assistências de Diego (2)
- Junior Barranquilla 1x2 Flamengo (1ª rodada da Libertadores) - assistência de Michael (1)
- Bangu 0x3 Flamengo (4ª rodada da Taça Rio) - gol de Pedro Rocha (1)
- Flamengo 2x0 Boavista (5ª rodada da Taça Rio) - assistência de Michael (1)
- Fluminense 1x1 Flamengo (final da Taça Rio) - gol de Pedro (1)