Ceará x Flamengo

Flamengo e Ceará empataram em 1 a 1 neste domingo, no Castelão (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Matheus Dantas
22/08/2021
17:58
Fortaleza (CE)

Um resultado frustrante para ambas equipes. Assim foi o 1 a 1 entre Ceará e Flamengo neste domingo, na Arena do Castelão. Tanto o Vozão quanto o Rubro-Negro desperdiçaram a oportunidade de somar pontos importantes no Brasileirão. Além dos gols de Vina e Vitinho, não faltaram chances para as equipes de Guto Ferreira e Renato Gaúcho marcarem. Contudo, faltou pontaria.

Com o empate, o Flamengo chega aos mesmos 28 pontos que o RB Bragantino - que enfrenta o América-MG às 20h desta segunda - e assume o quarto lugar momentaneamente. O Ceará, agora com 24 pontos, permanece em oitavo.

+ Confira a classificação atualizada e os resultados da 17ª rodada do Brasileirão!

O Flamengo volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na quarta, em Porto Alegre, enfrenta o Grêmio no jogo de ida das quartas de final. Os times voltam a campo pelo Brasileirão no fim de semana: o Rubro-Negro visita o Santos, na Vila no sábado, e o Ceará encara o América-MG, domingo,  no Independência.

FLA NÃO FUNCIONA E VINA ABRE O PLACAR

Os vários desfalques - nove baixas ao todo, sendo quatro titulares - obrigaram Renato Gaúcho a colocar em campo um Flamengo modificado, e as escolhas não funcionaram na etapa inicial. Vitinho e Michael, nas vagas de Arrascaeta e Bruno Henrique, não deram ao time o mesmo volume de jogo. O camisa 11 ainda criou um ou outro lance de perigo com Gabigol, mas o lado esquerdo, com Michael, não foi eficiente, apesar do apoio constante de Filipe Luís por ali.

Do outro lado, o Ceará contou com a volta de Vina. Se conseguiu minimizar as ações ofensivas do Flamengo, o time de Guto Ferreira ainda conseguiu explorar as fragilidades defensivas do rival. Ao forçar o chutão de Diego Alves, o Vozão aproveitou os seguidos erros do Fla para chegar até a área e abrir o placar com o meia - que foi "largado" por Bruno Viana e recebeu sem marcação de Fernando Sobral.

A partir do gol, o Flamengo foi mais agressivo, mas não finalizou uma vez na direção certa. Foram oito chutes para fora - dois de Gabi e quatro de Vitinho.

DE TANTO INSISTIR... VITINHO EMPATA!

O segundo tempo iniciou de maneira oposta: Ceará marcando com muita intensidade e ameaçando a meta de Diego Alves. Foram cinco minutos de pressão até que o Flamengo escapou pela esquerda. Filipe Luís encontrou ótimo passe para Vitinho, que tentou mais uma vez. Dessa vez, o chute foi perfeito, sem chances para Richard. Tudo igual no Castelão aos seis minutos.

A partida ficou aberta à medida que o Flamengo não conseguiu ter o controle habitual, com a posse de bola, e o Ceará, com um time mais forte e físico, partiu para cima. As chances se acumularam. Diego Alves e Léo Pereira impediram os gols de Luiz Otávio e Rick - que invadiu a área e driblou Bruno Viana -, respectivamente. As mudanças de Renato só vieram aos 37 minutos.

O Vozão, por sua vez, contou com uma grande defesa de Richard, que ficou cara a cara com Michael após lançamento preciso de Gabigol. A partir dos 26, Guto Ferreira apostou nas entradas de Mendoza, Jael, Erick, Naressi e Jorginho.

As alterações não mudaram o cenário da partida. A sensação era de que tudo podia acontecer. Mas, na verdade, nada significativo se viu nos minutos finais: tudo igual no Castelão entre Ceará e Flamengo, placar frustrante para ambos.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1X1 FLAMENGO

Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data e hora: 22 de agosto de 2021, às 16h
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Bernardi (RS) e Jorge Calza (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Bins (RS)

Cartão amarelo: João Gomes e Diego (FLA)
Cartão vermelho: Não houve.

Gols: NVina (1-0, 31'/1ºT) e Vitinho (1-1, 6'/2ºT)

CEARÁ (Técnico: Guto Ferreira)

Richard; Fabinho, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, William Oliveira (Pedro Naressi, 33'/2ºT), Rick (Erick, 33'/2ºT), Lima (Jorginho, 39'/2ºT e Vina (Mendoza, 26'/2ªT) ; Cleber (Jael, 33'/2ºT).

FLAMENGO (Técnico: Renato Gaúcho)

Diego Alves; Matheuzinho, Bruno Viana, Léo Pereira (Rodinei, 40'/2ºT) e Filipe Luís; João Gomes, Diego (Max, 37'/2ºT) e Everton Ribeiro (Gustavo Henrique, 37'/2ºT); Vitinho, Michael (Lázaro, 37'/2ºT) e Gabigol (Pedro, 37'/2ºT).