Jorge Jesus e Marcos Braz

O técnico Jorge Jesus e o VP de futebol Marcos Braz ao fundo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

LANCE!
17/07/2020
19:33
Rio de Janeiro (RJ)

Após a oficialização da saída de Jorge Jesus do Flamengo, o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz, atendeu a imprensa no Rio de Janeiro. O dirigente, que esteve reunido com o treinador nesta sexta-feira, comentou a decisão e falou sobre a condução da diretoria no caso, afirmando que o clube não foi pego de surpresa pelo comunicado do Mister. O técnico português já foi anunciado pelo Benfica-POR.

- Não me sinto nessa situação de surpresa. Estamos em um ano diferente. Os torneios estão parados, e isso possibilitou ter uma complacência maior. Um técnico como ele, uma pessoa como ele, com os resultados dele, a postura do Flamengo não poderia ter sido diferente. Estou tranquilo. O presidente também está, mas todo tristes com a saída de um técnico vencedor. Vida que segue, o trabalho está aí e vamos, com certeza absoluta, vamos saber conduzir. Acredito nisso. Encerramos hoje o capítulo Jorge Jesus como técnico do Flamengo. O que ele fez fica na história - disse Braz.

Marcos Braz ainda comentou a busca do Flamengo pelo substituto de Jorge Jesus no comando do time. Segundo o VP de futebol rubro-negro, o clube vai procurar com calma no mercado.

- A torcida fica sempre apreensiva, está certa em cobrar de novo um técnico grande, que se possa ter os resultados. Agora é ter tranquilidade. Competições começam no dia 9. Não temos o maior tempo do mundo para essa escolha, mas não estamos em uma situação normal, em que estaríamos no meio do Brasileirão, Libertadores, jogo quarta e domingo... Talvez isso fosse dar um estresse maior ainda nessa situação. Vamos com calma, tranquilidade - afirmou o dirigente, que completou:

- Pela relação que tenho com o Jorge, ninguém iria se mexer para analisar técnico antes de um comunicado oficial do Jorge. Isso não quer dizer que não estamos atentos ao mercado. Com calma, tranquilidade, vamos começar a ver o melhor para o Flamengo para a continuação de um ano tão diferente. Ganhamos tudo que disputamos. Queremos ganhar no ano que vem, mas precisamos terminar bem esse ano. Não temos o que lamentar, apenas a agradecer.

Nos últimos dias, uma série de nomes foi oferecido ao Flamengo, que já observava o mercado. Miguel Ángel Ramírez, do Independiente Del Valle, tem boa aceitação no clube por ter uma filosofia de jogo semelhante a de Jorge Jesus. Aos 35 anos, o espanhol foi campeão da Sul-Americana em 2019 e enfrentou o Flamengo na Recopa neste ano, com o time equatoriano tendo boas atuações.

Os argentinos Marcelo Gallardo, do River Plate, e Jorge Sampaoli, ex-Santos e hoje no Atlético-MG, são outros técnicos lembrados pela diretoria na Gávea. Ainda não há, contudo, qualquer negociação aberta com os treinadores citados acima.

Confira outras declarações de Marcos Braz, VP de futebol, abaixo:

Desejo é por um novo técnico estrangeiro?
Marcos Braz: "Vamos começar analisar. Domingo é que teremos mais ênfase no caminho que vamos tomar. Não tem nenhum demérito técnico ser brasileiro ou estar no Brasil. Nessa gestão, já tivemos técnico brasileiro e português. Vamos escolher com calma. Não tem preconceito com absolutamente nada. Os técnicos brasileiros são maravilhosos. Temos tranquilidade para escolher o melhor caminho."

Jorge Jesus deu algum motivo para a decisão?

Marcos Braz: "Não deu. O que conversei com ele, por duas horas, vai ficar entre nós. Ele tem um agradecimento enorme pelo Flamengo, pela diretoria, todas pessoas do futebol. Não tem nenhuma reclamação. Tocou em pontos pertinentes."

Você tentou demovê-lo da decisão de sair do Flamengo?

Marcos Braz: "Não tentei demovê-lo da ideia por um simples fato. Passamos dois, três meses apresentando um projeto, para fazer a renovação. A renovação é assinada, a diretoria do Landim conseguiu o êxito e, agora, por uma avaliação do Jorge, ele chegou e apresentou os motivos. Não é algo que não se possa externar. Uma conversa absolutamente pessoal. Não tinha mais ninguém."

Já tem um perfil de técnico?
Marcos Braz: "Geralmente, quando trocamos de técnicos, são resultados ruins, problemas de relação. Hoje não foi nada disso. Temos que ficar gratos. Não era o final que gostaríamos, mas é o que temos. Estamos tranquilos, a vida segue para o Flamengo."