Renato Gaucho Braz e Spindel - Flamengo

Renato com Marcos Braz e Bruno Spindel: Flamengo traçou plano para a Libertadores (F: Alexandre Vidal/CRF))

Matheus Dantas
11/11/2021
18:22
Rio de Janeiro (RJ)

O Flamengo, enfim, assumiu a decisão da Libertadores como prioridade para o departamento de futebol. Nesta quinta, Renato Gaúcho escalou o time apenas com três atletas considerados titulares para enfrentar o Bahia, pelo Brasileirão, no Maracanã. É verdade que há jogadores suspensos e lesionados, mas há também os titulares que foram preservados, seguindo a programação traçada para ter a equipe nas melhores condições possíveis no dia 27 de novembro.

Rodrigo Caio e Willian Arão, por exemplo, sequer foram relacionados. O zagueiro e o volante, inclusive, treinaram no Ninho do Urubu nesta quinta. Já Bruno Henrique começa entre os reservas. A avaliação é feita caso a caso.

Quem está lesionado, como Filipe Luís, Pedro e Arrascaeta, entre outros, deram sequências aos respectivos trabalhos de recuperação no CT do Rubro-Negro.

Após o empate com a Chapecoense, na segunda-feira, Renato Gaúcho já havia indicado que o Flamengo passaria a fazer mais mudanças no Brasileirão por conta do calendário de jogos até a decisão contra o Palmeiras, em 27 de novembro. "Não temos tempo para treinar. Mudamos algumas peças justamente porque os jogadores estão no limite", afirmou o técnico do Fla.

Até então, Renato sempre disse que o Flamengo não priorizaria as Copas ao Campeonato Brasileiro, apesar de fazer mudanças na equipe justamente nos jogos do torneio de pontos corridos, especialmente nas partidas que antecederam jogos decisivos da Copa do Brasil ou da Copa Libertadores.

De acordo com o Flamengo, a decisão da comissão técnica tem o respaldo do presidente Rodolfo Landim. A diretoria não "abre mão" do Brasileirão, mas entende que a final contra o Palmeiras é o grande desafio do clube no momento.

Além do Bahia, o Flamengo enfrenta o São Paulo, dia 14, o Corinthians, dia 17, o Internacional, dia 21, e o Grêmio, dia 23 - todos pelo Campeonato Brasileiro, antes de embarcar para Montevidéu, no Uruguai, palco da decisão da Libertadores.