Valinor Conteúdo
02/12/2020
22:30
Belo Horizonte

América-MG e Cruzeiro fizeram um animado clássico pela 25ª rodada da Série B. A Raposa saiu vencedora por 2 a 1, gols de Rafael Sobis, de pênalti, e Manoel enquanto Anderson Jesus descontou para o Coelho. Com o resultado, o América-MG segue na vice-liderança do campeonato, com 44 pontos, enquanto o Cruzeiro ganha uma posição e aparece em 15º, com 31 pontos, a sete do Z4 e 10 pontos do G4.

CONFIRA A TABELA DA SÉRIE B DO BRASILEIRÃO

A partida foi muito disputada, com os dois times sem medo de tentar o gol, apesar de terem características de aguardar o adversário para tentar o contra-ataque.

A nota triste do duelo mineiro foi a péssima arbitragem de Dewson Fernando Freitas da Silva, que interferiu diretamente no placar, ao deixar de anotar uma penalidade para o Coelho e assinalar uma inexistente a favor do Cruzeiro.

O América perdeu a chance de ficar na cola da Chapecoense. Para o Cruzeiro, o seu torcedor deve estar se perguntando por que o time não entra concentrado da mesma forma em dois jogos seguidos, o que manteria bem acesa as chances de acesso. 

Lambanças da arbitragem no clássico

Dewson Fernando Freitas da Silva “roubou” a cena de forma negativa no clássico América-MG. Deixou de marcar uma penalidade para o Coelho, marcou um pênalti equivocado para o Cruzeiro, que resultou no gol da Raposa, marcado por Rafael Sobis, e ainda expulsou Lisca por reclamação, também de forma errada.

América-MG x Cruzeiro
Cruzeiro de Sobis venceu o América-MG (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

Duelo equilibrado no primeiro tempo
O Cruzeiro estava concentrado e não permitiu que o América ficasse com a bola por muito tempo, uma característica do Coelho. Porém, após o gol, a equipe de Lisca conseguiu equilibrar as ações, mas sem criar muitas chances de gol.

Recomeço avassalador da Raposa
Em três minutos do segundo tempo, o Cruzeiro já havia finalizado quatro vezes, perdendo duas grandes chances com Arthur Caike. Na quinta, após um escanteio cobrado na primeira trave, Manoel subiu bem e colocou a bola nas redes americanas, ampliando o placar.

Coelho volta ao jogo
O segundo tempo se transformou em um jogo bom de se ver com as duas equipes perdendo o medo de atacar. Após uma pressão intensa do Cruzeiro, o América conseguiu segurar o ímpeto da Raposa e marcou aos 15 minutos com Anderson Jesus, se colocando de volta na briga pela vitória.
América-MG vai pra cima e abre espaço para contra-ataques da Raposa

O Coelho resolveu ir com tudo buscar o empate, com cinco mudanças. Porém, abriu espaços para um jogo que Felipão gosta, que é o contra-ataque. Foi um jogo muito franco na etapa final das duas equipes.

Ademir perde chances para empatar
O Coelho inverteu a pressão do Cruzeiro e conseguiu criar oportunidades reais de gol. Só com Ademir, o “Fumacinha”, a equipe americana perdeu uns três gols, que poderia mudar a história do jogo.

Minas Gerais 300 anos
América-MG e Cruzeiro jogaram em uma data especial: o aniversário de 300 anos de Minas Gerais como estado. E os dois times entregaram um espetáculo à altura da importância das terras mineiras.

Próximos jogos
O vice-líder América volta a campo no dia 5 de dezembro, sábado, contra o CSA, às 18h30, em Maceió. A Raposa joga no mesmo dia, só que às 21h, no Mineirão, contra o Brasil-RS.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 2 CRUZEIRO
Data-Horário: 2 de dezembro, às 21h30
Estádio-Local: Independência, Belo Horizonte(MG)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves(Ambos do PA)
Cartões amarelos: Rafael Sóbis(CRU), Lisca(AME), Juninho(AME), Matheus Pereira(CRU), Airton(CRU). Jadsom (CRU), Léo Passos(AME), Manoel(CRU), Fábio(CRU)
Cartão vermelho: Lisca(AME)

Gols: Rafael Sobis(pênalti), aos 14’-1ºT(0-1), Manoel, aos 3’-2ºT(0-2), Anderson Jesus, aos 15’-2ºT(1-2)

América-MG: Matheus Cavichioli, Diego Ferreira (Daniel Borges, aos 12’-2º), Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Flávio(Marcelo Toscano, aos 12’-2ºT), Juninho(Felipe Augusto, aos 26’-2ºT) e Alê; Felipe Azevedo(Calyson, aos 12’-2ºT), Rodolfo(Léo Passos, aos 26’-2ºT) e Ademir. Técnico: Lisca.


Cruzeiro: Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Filipe Machado(Jadson, aos 29’-2ºT), Adriano e Jadsom; William Pottker(Arthur Caike, aos 25'-1T), Airton e Rafael Sobis(Thiago, aos 22’-2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari