Apesar do jogo ter sido à noite, o forte calor e a baixa umidade do ar na  capital do Mato Grosso prejudicaram a qualidade do jogo de Cruzeiro e Cuiabá

Apesar do jogo ter sido à noite, o forte calor e a baixa umidade do ar na capital do Mato Grosso prejudicaram a qualidade do jogo de Cruzeiro e Cuiabá-(Bruno Haddad/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
04/10/2020
00:03
Belo Horizonte

No último lance do jogo, aos, 49 minutos do segundo tempo, o Cuiabá venceu o Cruzeiro por 1 a 0, gol de Felipe Marques, neste sábado, 3 de outubro, na Arena Pantanal, na capital do Mato Grosso, pela 13ª rodada da Série B.

A Raposa foi um time lento novamente, com pouca criatividade, mesmo tendo dois meias ofensivos(Régis e Maurício) e um ataque mais ágil com Arthur Caike e Sassá.
O resultado da partida fez o time mineiro cair de novo para o Z4, ocupando a 17ª posição, com 11 pontos, enquanto o Cuiabá se manteve na ponta do campeonato com 28 pontos, abrindo seis da vice-líder Chapecoense.

Escolhas equivocadas de Ney Franco

Após a boa vitória sobre a Ponte Preta, o treinador da Raposa manteve o time base, alterando apenas o ataque, que perdeu Airton pelo terceiro cartão amarelo. Maurício entrou e provou mais uma vez que não é compatível para a equipe ter ele e Régis ao mesmo tempo em campo.

Outra opção do treinador que não funcionou foi ter Sassá longe da área, jogando pelos lados do campo, sendo que ele rendeu bem “brigando” com os zagueiros e trabalhando com os meias e o ataque celeste.

Ao tentar mudar o panorama Ney Franco não foi feliz, pois tirou Régis e Maurício, acabando com qualquer chance de boa articulação ofensiva.

Henrique e Marcelo Moreno são um passado distante

O volante e ex-capitão e o camisa 9 da Raposa possuem história no clube, mas neste momento não são o que a equipe precisa: um time veloz e que consegue ter uma transição rápida de jogo, além de conseguir prender mais a bola no campo adversário.

Cuiabá não teve bom futebol, mas venceu no final
A equipe matogrossense “respeitou” muito o Cruzeiro, agredindo pouco, o que não foi aproveitado pela Raposa. Apesar disso, conseguiu um gol aos 49 minutos do segundo tempo, em mais uma vacilo cruzeirense. Felipe Marques fez o gol do líder da competição.

Roberson foi  outra má escolha 

Um jogador que já se provou pouco eficiente, tira a chance para jovens como Zé Eduardo e Claudinho de dar outra dinâmica ao time. Outra percepção pouco inspirada de Ney Franco na partida.

Próximos jogos

O Cruzeiro volta a campo na quinta-feira, 8 de outubro, às 20h, no Mineirão, diante do Sampaio Corrêa. Já o Cuiabá terá pela frente o Juventude, terça-feira, 6, às 19h15, no Alfredo Jaconi, em Caxias do sul-RS.

FICHA TÉCNICA

CUIABÁ 1 X 0 CRUZEIRO
Data-Horário: 3 de outubro, às 22h
Estádio-Local: Arena Pantanal, Cuiabá(MT)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes:Leone Carvalho Rocha(GO) e Marcio Soares Maciel(GO)
Cartões amarelos: Roberson(CRU)
Cartões vermelhos:-

Gol: Felipe Marques, aos 49’-2ºT(1-0)


Cuiabá: João Carlos, Lucas Ramon, Anderson Ramon, Luiz Gustavo e Romário; Matheus Barbosa, Rafael Gava(Jean Patrick, aos 21’-1ºT(Ferrugem aos 31’-2ºT), Elvis, Maxwell(Felipe Marques, aos 31’-2ºT0, Jenison(Elton-intervalo) e Felipe Ferreira(Yago, aos 33’-1ºT). Técnico: Marcelo Chamusca


Cruzeiro: Fábio; Daniel Guedes(Caio Rosa, aos 24’-2ºT), Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Henrique(Ariel Cabral, aos 20’-2ºT), Filipe Machado, Régis(Marcelo Moreno, aos 7’-2ºT) e Maurício(Rafael Luiz, aos 7’-2ºT); Arthur Caike e Sassá(Roberson, aos 24’-2ºT). Técnico: Ney Franco