Ronaldo - Cruzeiro

Fenômeno mostra como será sua gestão para solucionar a crise financeira do Cruzeiro (Reprodução/Instagram)

Valinor Conteúdo
27/12/2021
23:10
Belo Horizonte (MG)

Quem estava esperando um grande volume de investimentos de curto prazo no Cruzeiro depois que Ronaldo Fenômeno comprou a SAF (Sociedade Anônima do Futebol) do clube, terá de esperar um pouco mais. Isso porque o grupo comandado pelo ex-jogador pretende ter “pés no chão” e ações com “remédios amargos” para por as contas do clube em dia.

Entre as ações pensadas de imediato é estabelecer uma nova política salarial no clube para a sustentabilidade e eficiência do projeto de clube-empresa. A equipe do Fenômeno está fazendo uma varredura em tudo que há de passivo, e vai indicar soluções para a Raposa se reerguer financeiramente.

Ronaldo quer cortar dois terços da folha salarial do futebol. A informação inicial foi veiculada pelo jornalista Pedro Ivo Almeida, dos "Canais Disney", e confirmada pelo LANCE!. O grupo de trabalho da nova gestão do Cruzeiro quer adequar os novos vínculos à nova estrutura do clube, na SAF.

Atualmente, a folha de pagamento do futebol profissional está na casa de R$ 2,6 milhões. Ronaldo quer que o valor chegue perto de R$1 milhão mensais para o futebol ser sustentável.

A missão é pesada, pois o elenco está grande e o clube fez nove contratações até o momento, que devem ter os acordos negociados para se adequar à SAF da Raposa. Chegaram o goleiro Jailson, os zagueiros Maicon Roque e Sidnei, o lateral Pará, os volantes Filipe Machado e Pedro Castro, os meias João Paulo e Fernando Neto, além do atacante Edu.

O novo dono do clube azul prevê um aporte inicial de R$ 80 milhões em 2022, com este valor podendo chegar a R$ 100 milhões. É preciso lembrar que o clube está em situação calamitosa, pois para sobreviver nos últimos anos precisou adiantar muitas de suas receitas das mais diversas fontes, como patrocínio e cotas de TV.

Comunicação direta com o torcedor e parceiros

Ronaldo e seu grupo assumem o Cruzeiro com mais participação no dia a dia a partir do dia 2 de janeiro, quando o clube completa 101 anos. A ideia é fazer balanços semanais das ações que estão sendo feitas no clube, aumentando a transparência para os torcedores e parceiros.