A Raposa lutou muito, mas com dois a menos em campo não conseguiu parar o Confiança-SE

A Raposa lutou muito, mas com dois a menos em campo não conseguiu parar o Confiança-SE-(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
29/05/2021
19:52
Belo Horizonte



A estreia do Cruzeiro na Série B do Brasileiro foi com derrota por 3 a 1 para o Confiança fora de casa, neste sábado, 29 de maio, no Estádio Batistão, em Aracaju. O placar pode ser creditado graças às falhas defensivas, mas também pela precoce perda de dois jogadores, que foram expulsos.

Fábio e Adriano deixaram a equipe com nove em campo ainda no primeiro tempo depois de lances tolos, gerando dois cartões amarelos para cada um. Um dos lances do goleiro celeste foi o pênalti cometido sobre Neto Berola, convertido pelo atacante, abrindo o caminho para a vitória dos sergipanos.

O segundo momento ruim do arqueiro celeste foi sair da grande área e pegar a bola com as mãos, em uma completa falta de atenção do camisa 1 cruzeirense. No caso de Adriano, os vacilos foram por faltas cometidas em sequência, para evitar o contra-ataque do Confiança. Dois amarelos que resultaram na sua expulsão.

Com menos dois jogadores em campo, o Cruzeiro ficou no dilema de atacar para buscar o empate, sem que a defesa ficasse exposta. Não deu certo. O desgaste foi enorme e a equipe azul não evitou o revés na estreia.

Entretanto, o volante Rômulo contesta uma situação anterior ao primeiro gol do Confiança, quando a arbitragem não marcou uma penalidade sobre Airton. Para o jogador, esse lance poderia mudar a história do jogo. Contudo, o meio de campo da Raposa concordou com as expulsões dos colegas de time.

- Pelo o que chegou pra gente as expulsões foram justas, pelo o que a TV passou, ali a gente não conseguiu ver, mas teve um pênalti, que pelo nosso ponto de vista e depois a TV confirmou, um pênalti justo, que o árbitro infelizmente acabou errando e prejudicou bastante, o jogo poderia ter sido outro.


O Cruzeiro ainda conseguiu empatar a partida logo aos 10 do segundo tempo, com Guilherme Bissoli, que entrou no intervalo, mas não teve forças para segurar o Confiança. Agora, a Raposa tentará se recuperar da derrota no dia 6 de junho, contra o CRB, no Mineirão.