Emelec x Cruzeiro

Com muita técnica, Rodriginho marcou o seu terceiro gol na Libertadores em três partidas pelo Cruzeiro- RODRIGO BUENDIA / AFP

Valinor Conteúdo
03/04/2019
23:23
Belo Horizonte

Líder da sua chave na Libertadores, ainda invicto em 2019, o Cruzeiro deu um passo enorme rumo à classificação para as oitavas de final do torneio continental. Com uma vitória firme, a Raposa bateu o Emelec-EQU por 1 a 0, gol de Rodriguinho. O meia alcançou a marca de três gols em três jogos, se tornando o artilheiro da equipe na competição. O time estrelado chegou aos novo pontos e manteve os 100% de aproveitamento no Grupo B. 

Equilibrada, o time de Mano Menezes teve um comportamento sólido na defesa e mostrou boas tramas do meio para frente. Mais uma vez, o quarteto ofensivo formado por Robinho, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel e Fred se entendeu bem e articulou as principais jogadas ofensivas da equipe celeste.

Decisivo novamente, Rodriguinho vai se afirmando como o maior acerto da diretoria do Cruzeiro em 2019. O meia, além do gol, esteve presente em todas as jogadas de perigo do time estrelado ao gol equatoriano. O atleta deixou o campo de maca no segundo tempo, gerando preocupação ao torcedor cruzeirense. 

Defesa sólida

O sistema defensivo do Cruzeiro fez jus à fama de seu comandante e teve uma atuação praticamente perfeita. Edilson, pela direita, e Dodô - surpresa no time que iniciou o jogo no Equador - apesar de tímidos no apoio, esbanjaram solidez na marcação. Ainda sim, jogador ex-Santos recebeu um amarelo e acabou substituído por Egídio. 

O Emelec, que ainda não venceu ninguém nesta Libertadores, mostrou boa força física, como previu a comissão técnica do Cruzeiro. Por outro lado, com técnica e organização tática frágeis, restou ao time equatoriano buscar o gol na força, usando muitos chutes de fora da área e jogadas de bolas paradas - todas bem neutralizadas pela defesa cruzeirense.

Muito pelo desespero do time do Equador, o duelo ficou tenso no fim. O Cruzeiro não entrou na pilha, e com um zagueiro a mais em campo - mudança que vai se tornando corriqueira em jogos de Libertadores - mostrou experiência para suportar a pressão do adversário. 

Foi a segunda vez no século 21 que o Cruzeiro venceu os três primeiros jogos na Libertadores. A equipe da atual temporada repete o feito do time comandado por Cuca, que em 2011 classificou-se para as oitavas da competição com cinco vitórias e um empate. 

A equipe mineira precisa somente de mais três pontos para confirmar a ida antecipada  ao mata-mata da Libertadores. A Raposa volta a campo pelo torneio sul-americano na próxima quarta-feira, 10 de abril, às 19h15, no Mineirão, contra o Huracán-ARG,  iniciando o returno da chave. O Emelec recebe o Deportivo Lara, em casa, às 23h, horário de Brasília, também no dia 10 deste mês.

FICHA TÉCNICA
EMELEC-EQU 0 X 1 CRUZEIRO

Estádio: George Campwell - Guayaqui (EQU)
Data-hora: 3 de abril de 2019, às 21h30
Árbitro: Víctor Carrillo (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Victor Raez (PER)
Gols: Rodriguinho, aos 31’-2ºT(0-1)
Cartões Amarelos: Lucas Romero, Edílson, Dodô(CRU), Jaime, Caicedo(EME)
Cartão Vermelhos: Luna
Público e renda: não divulgados

EMELEC-EQU: Esteban Dreer; Caicedo, Jaime, Leandro Vega, Estácio, Wílmer Godoy, Queiroz, Joel López(Luna, aos 29’-2ºT), Brayan Angulo, Fernando Guerrero(Arce, aos 17’-2ºT) e Cabezas(Daniel Angulo, aos 33’-2ºT) Técnico: Mariano Soso

CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Léo, Dedé e Dodô(Egídio, aos 38’-2ºT); Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho(Rafinha, aos 19’-2ºT),Marquinhos Gabriel(Fabrício Bruno, aos 34’-2ºT) e Fred Técnico: Mano Menezes.