Sérgio Santos Rodrigues jogou água na "fervura" do Cruzeiro após pedido do patrocinador para demitir Enderson Moreira

Sérgio Santos Rodrigues jogou água na "fervura" do Cruzeiro após pedido do patrocinador para demitir Enderson Moreira-(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
30/08/2020
16:27
Belo Horizonte

Após ouvir cobranças públicas para demitir o técnico do seu principal parceiro comercial, o empresário e conselheiro Pedro Lourenço, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues se manifestou sobre a situação e colocou “panos quentes” na fala dura de Pedro depois da derrota por 2 a 1 para o América-MG, pelo Brasileiro da Série B.

Sérgio Rodrigues disse que tirar Enderson do comando agora não é solução agora. Porém, há outro aspecto envolvido, que ficou público: o pagamento de mais uma multa rescisória a um treinador, o que oneraria o caixa do Cruzeiro, que está muito combalido.

O mandatário azul fez comunicado por escrito que a Raposa tem só em débitos com treinadores mais de R$ 9 milhões referentes a Mano Menezes, Rogério Ceni, Abel Braga e Adilson Batista.

-Trocar técnico com 6 rodadas não é a solução. Sempre é melhor cabeça fria para falar. Sobre troca de técnico, tema central do debate atual, quero lembrar de uma coisa: tivemos quatro no fim do ano passado para fugir do rebaixamento e o que nos rendeu? Quatro débitos pesados. Devemos o Mano mais de 5MM, Abel mais de 2MM, Adilson uns 600 mil e o próprio Rogério foi um acerto alto-disse o presidente.

Sérgio Rodrigues usou sua habilidade político para contornar a situação dizendo que diretoria celeste não se pauta só por resultados em campo, mas também pelo trabalho que vê no dia a dia.

- Não nos abalamos porque sabemos que é muito simples essa análise de “ganhou tá bom, perdeu tá ruim”. Se não fossem os 6 pontos perdidos fora de campo, estaríamos no G4, aí a repercussão não seria tanta. Então vamos serenos, focados, cobrando e com certeza atentos. Teremos reforços ainda-disse, para em seguida elevar o tom de cobrança com o desempenho da equipe e o técnico Enderson Moreira.

- Temos que cobrar sim, porque claro que não estamos satisfeitos, mas não tem mágica. Tem trabalho e isso estamos fazendo muito. Trazendo reforços que conseguimos pagar para não aumentar ainda mais o buraco e buscando dar condições de trabalho para equipe. Se todos ficam chateados, imaginem a gente, na linha de frente, trabalhando 12 horas por dia para fazer as coisas acontecerem? Os problemas extracampo ainda são MUITO maiores que os problemas em campo. Muito. Então temos que conviver com isso porque infelizmente nos fizeram chegar até aqui.

O presidente do Cruzeiro concluiu sua fala pedindo ajuda para quem gosta do clube e confia no trabalho desenvolvido.

- Temos hoje 9 milhões de técnicos e cada um pensa de um jeito; não adianta cada um achar que tá certo. Tem gente que estuda isso o dia inteiro por trás. Precisamos de confiança, de ajuda. Situação financeira ainda péssima. Então vamos contribuir, pedir contribuição que daqui vamos continuar trabalhando-concluiu.

Confira do presidente aos conselheiros:

Bom dia amigos, Conselheiros

Sempre é melhor cabeça fria para falar. Sobre troca de técnico, tema central do debate atual, quero lembrar de uma coisa: tivemos 4 no fim do ano passado para fugir do rebaixamento e o que nos rendeu? 4 débitos pesados. Devemos o Mano mais de 5MM, Abel mais de 2MM, Adilson uns 600 mil e o próprio Rogério foi um acerto alto.

Trocar técnico com 6 rodadas não é a solução. Temos que cobrar sim, porque claro que não estamos satisfeitos, mas não tem mágica. Tem trabalho e isso estamos fazendo muito. Trazendo reforços que conseguimos pagar para não aumentar ainda mais o buraco e buscando dar condição de trabalho para equipe.

Se todos ficam chateados, imaginem a gente, na linha de frente, trabalhando 12 horas por dia para fazer as coisas acontecerem? Os problemas extracampo ainda são MUITO maiores que os problemas em campo. Muito. Então temos que conviver com isso porque infelizmente nos fizeram chegar até aqui.

Não tem problema. Continuaremos firmes e precisamos do apoio de todos. Não nos abalamos porque sabemos que é muito simples essa análise de “ganhou tá bom, perdeu tá ruim”.

Se não fossem os 6 pontos perdidos fora de campo estaríamos no G4, aí a repercussão não seria tanta. Então vamos serenos, focados, cobrando e com certeza atentos. Teremos reforços ainda.

Temos hoje 9MM de técnicos e cada um pensa de um jeito; não adianta cada um achar que tá certo. Tem gente que estuda isso o dia inteiro por trás.
Precisamos de confiança, de ajuda. Situação financeira ainda péssima. Então vamos contribuir, pedir contribuição que daqui vamos continuar trabalhando muito, mas muito mesmo, com muita disposição e alegria de poder servir o Cruzeiro.

Agradeço muito aos que confiam em nós e mandam mensagens positivas! Contamos com vocês

Abraço!
Sérgio Santos Rodrigues