Pedro Lourenço teve seu nome ventllado como candidato à presidência do Cruzeiro  e recebeu apoio nas redes sociais

O empresário Pedro Lourenço (Divulgação/Prefeitura de Montes Claros)

Valinor Conteúdo
06/01/2022
17:05
Belo Horizonte

As críticas à saída de Fábio do Cruzeiro estão ganhando mais vozes. E, uma em especial, que tem força no clube se manifestou. O empresário Pedro Lourenço, dono da rede de Supermercados BH e um dos principais parceiros comerciais da Raposa, falou em "falta de respeito" ao jogador, que deixou o time celeste depois de 17 anos.

Lourenço revelou que a nova gestão, comandada por Ronaldo Fenômeno, ofereceu R$ 50 mil de salário ao atleta por três meses de contrato. Em um áudio vazado nesta quinta-feira, 6 de janeiro, Pedrinho, como é chamado pela torcida celeste, faz duras críticas à forma como foi conduzida a situação de Fábio.

-Vou defender aqui o Fábio. É um ídolo nosso, da nossa torcida, um cara que está aí há 20 anos, ganhou títulos e nós devemos muito ao Fábio. Os caras oferecerem ao cara (Fábio) R$ 50 mil de salário e três meses de contrato? Eu acho que faltou respeito-disse, para em seguida fazer um “morde e assopra” com os novos gestores cruzeirenses.

-Eu não vou comprar essa briga com o Ronaldo, ele que é o dono, que comprou o Cruzeiro, ele que... Mas eu acho que as pessoas merecem respeito. Tem que ter gratidão pelo que as pessoas fazem. E parece que essa turma do Ronaldo pegou o Cruzeiro foi para ganhar dinheiro, não quer saber de gratidão. Não se faz isso com um cara da categoria do Fábio. Essa é a minha opinião-comentou.