Arrascaeta

Arrascaeta ainda não se apresentou para a pré-temporada de 2019 e já foi multado em 40% do seu salário- (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
07/01/2019
13:27
Belo Horizonte

O imbróglio envolvendo o meia Arrascaeta e sua possível saída do Cruzeiro criou a primeira grande rivalidade de 2019. E não é dentro de campo. A Raposa notificou o Flamengo na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e na Fifa, acusando o clube carioca de aliciar o meia uruguaio.

E o Cruzeiro não vai parar só no âmbito nacional. A Raposa vai atacar o Rubro-Negro com uma ação na Fifa, pelo mesmo motivo.

O Cruzeiro alega que o Flamengo está usando de meios antiéticos para conseguir contratar o jogador, desrespeitando as regras de transações de atletas entre clubes.

Arrascaeta recebeu uma proposta do Flamengo, que ofereceu um salário R$ 1,5 milhão para deixar a Toca da Raposa, ante os R$ 550 mil recebidos no time celeste. O empresário do jogador, Daniel Fonseca, estaria forçando a saída do atleta, que tem contrato até 2021, o que tem desagradado a diretoria do Cruzeiro.

A confusão começou quando no dia 3 de janeiro, quando o jogador deveria se reapresentar com os demais jogadores. Com o recebimento da proposta do Fla, que ofereceu 10 milhões de euros para comprar o camisa 10, cerca de 43 milhões de reais, o jogador se reuniu com o vice de futebol Itair Machado e, sem acordo, foi retirado do clube por seu agente. Arrascaeta ainda não apareceu para os trabalhos de pré-temporada e a diretoria cruzeirense multou o jogador em 40% do seu salário, sendo que esse valor pode aumentar caso ele não se apresente a Mano Menezes nos próximos dias.

Arrascaeta teria deixado Belo Horizonte rumo ao Uruguai, pois foi visto no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, no último sábado, dia 5 de janeiro

Aceita negociar

Apesar da confusão, o Cruzeiro já se posicionou e diz que aceita vender o jogador, desde que os 10 milhões de euros sejam repassados apenas para o Cruzeiro, que possui 25% dos seus direitos, além do Flamengo assumir as dívidas do time celeste com o Defensor e o Atenas, ambos do Uruguai, pela compra do meia em 2015.