A Raposa apresentou um futebol burocrático, sem brilho diante dos baianos

Mesmo com um futebol burocrático, a Raposa conseguiu vencer os baianos no Mineirão-(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
03/06/2021
18:30
Belo Horizonte

Com dificuldades, o Cruzeiro venceu a Juazeirense por 1 a 0 gol de Bruno José, e ficou em vantagem no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O duelo foi disputado nesta quinta-feira, 3 de junho, no Mineirão.

Com o resultado, a Raposa precisa apenas de um empate no jogo de volta, na próxima semana, contra os baianos para avançar às oitavas de final do maior mata-mata nacional.

O jogo foi no ritmo do feriado: sem inspiração das duas equipes e com o Cruzeiro lento, sem força ofensiva, apesar de ter uma equipe mais qualificada e com mais ritmo de jogo que o rival.

Cruzeiro burocrático, Juazeirense pronto para o contra-ataque

O time baiano é franco atirador no duelo com a Raposa. Então, optou por um jogo de contra-ataques, aguardando um erro dos mineiros para “achar uma bola” e ir às redes de Fábio. E contou com o futebol burocrático, pobre e sem criatividade do Cruzeiro, que ficou a maior parte do tempo com a bola no primeiro tempo, porém, sem força no ataque. O Juazeirense teve as melhores chances da etapa inicial.

Bruno José alivia a Raposa

Apesar do futebol de baixa qualidade, o Cruzeiro ainda possui jogadores de mais qualidade que o Juazeirense. E em um lance rápido, Bruno José conseguiu completar para o fundo do gol o cruzamento de Guilherme Bissoli.

Placar magro, Conceição tenta ampliar pressão nos baianos

O técnico do Cruzeiro resolveu apostar em Stênio e Felipe Augusto para apertar o cansado Juazeirense, pois o 1 a 0 dava a vitória, mas não uma vantagem boa para o jogo de volta. Porém, o efeito desejado não foi alcançado pelo time em campo.

Cruzeiro vence, não convence e terá trabalho por vaga nas oitavas de final

A partida apresentada pela Raposa diante da Juazeirense foi pior do que se esperava, já que a equipe baiana estava parada, sem jogar, desde o fim do Campeonato Baiano. Logo, estava com menos ritmo de jogo. Assim, a expectativa que o time celeste poderia fazer um placar elástico decepcionou seus torcedores mais uma vez.

Próximos jogos

Cruzeiro e Juazeirense voltam a se enfrentar no dia 9 de junho, às 19h, no Estádio Adauto Morais, em Juazeiro. Antes, a Raposa encara o CRB, no domingo, 6, às 18h15, no Mineirão, pela segunda rodada da Série B.


FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

CRUZEIRO 1 x 0 JUAZEIRENSE
Data: 3 de junho de 2021
Horário: 16h30 (de Brasília)
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)
Cartões amarelos: Rômulo (CRU), Matheus Pereira (CRU), Tony Galego (JUA), Eduardo (JUA), Guilherme Lucena (JUA), Mineiro (JUA), Stênio (CRU)
Cartões vermelhos:
Gols: Bruno José, aos 18’-2ºT(1-0)

CRUZEIRO (Técnico:Felipe Conceição)

Fábio; Cáceres (Klebinho, aos 39’-2ºT), Wéverton, Ramón e Matheus Pereira (Kaiki, aos 14’-2ºT); Matheus Neris, e Rômulo Matheus Barbosa, aos 39’-2ºT); Bruno José (Stênio, aos 31’-2ºT), Airton, Guilherme Bissoli e Rafael Sobis (Felipe Augusto, aos 31’-2ºT)



JUAZEIRENSE (Técnico:Carlos Rabello)

Rodrigo Calaça; Guilherme Lucena, Mineiro, Eduardo e Daniel (Ian Augusto, aos 35’-2ºT); Patrick, Sapé (Waldir, aos 14’-2ºT) , Waguinho e Clebson (Kanu, aos 19’-2ºT); Kesley(Kauhan, aos 35’-2ºT) e Tony Galego (Martín Rivas, aos 19’-2ºT).