O conselho do Cruzeiro aprovou por unanimidade a venda do imóvel na Região da Pampulha

O Conselho da Raposa vai decidir se aumenta ou não a participação externa na SAF-(Reprodução/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
01/12/2021
23:19
Belo Horizonte

Para ter mais chances de consegui um investidor para o modelo de SAF(Sociedade Anônima do Futebol), o Cruzeiro trabalha para ampliar o percentual do clube-empresa que o futuro “dono” terá nas cotas de ações, E a definição acontecerá no dia 17 de dezembro, quando a mesa do conselho deliberativo do fará uma assembleia de associados para discutir e autorizar(ou não) a alteração da porcentagem mínima que o clube vai de manter na SAF, que foi registrada na última segunda-feira pelo clube.

O edital que será votado, abre a possibilidade de o investidor ter até 90% das ações. Atualmente o estatuto diz que o Cruzeiro tem de manter 51% das ações e o investidor possuir os 49% restantes.

A realização da Assembleia para mudar o percentual que o investidor terá direito na SAF é um movimento do clube para ficar mais atraente ao investidor e ainda evitar que disputas políticas internas piorem a já complicada situação da Raposa, que tem dívida próxima de R$ 1 bilhão.