Caicedo - Cruzeiro

A Raposa deve quase R$ 10 milhões ao Independiente Del Valle pela aquisição do defensor, em 2017-(Foto: Washington Alves /Light Press / Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
01/04/2022
13:39
Belo Horizonte

O Cruzeiro  foi punido mais uma vez pela FIFA. O clube sofreu outro transfer ban por conta de uma dívida com o Independiente Del Valle, do Equador, de quase R$ 10 milhões relativa ao zagueiro Kunty Caicedo. 

Caicedo  foi contratado em julho de 2017 na gestão de Gilvan de Pinho Tavares.  Sérgio Santos Rodrigues , presidente da Raposa, anunciou um acordo de pagamento em 18 parcelas de U$ 132 mil (na cotação atual, cerca de R$ 11,2 milhões ao todo), com vencimento a partir de agosto do ano passado. Todavia,  somente as duas primeiras parcelas teriam sido pagas. 

Caicedo  disputou apenas 24 partidas com a camisa azul, sendo 21 como titular. Mas, não agradou totalmente e foi emprestado ao Barcelona, de Guaiaquil, deixando o clibe de vez em 2018. Com 29 anos, ele defende a LDU, do Equador atualmente. 

 Ronaldo, autal gestor do futebol, que tenta confirmar a compra da SAF do Cruzeiro, disse que chegaram dívidas para o Cruzeiro pagar imediatamente, se não, sofreria punições. Por isso, ele insiste que o  Conselho Deliberativo tem de aprovar mudanças no contrato para a compra de 90% da SAF, se não, situação financeira ficaria "insustentável".

CBF rambém puniu o Cruzeiro

Além do transfer ban, o Cruzeiro já estava impedido de registrar novos jogadores em seu elenco. O clube foi punido pela CBF  por uma dívida de aproximadamente R$ 1 milhão com o Atlético -AC pela contratação por  empréstimo do atacante Careca, em 2017.


O Atlético acionou a  Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) e a Justiça, que obriou a CBF a punir a Raposa em seis meses até que o débito fosse quitado.