Pedro Rocha defendeu Mano Menezes na permanência no cargo de técnico do Cruzeiro

Pedro Rocha finalmente poderá voltar aos campo e tentar ajudar o Cruzeiro na missão de escapar do perigo do rebaiamento- (Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
08/11/2019
21:56
Belo Horizonte

O técnico Abel Braga terá opções em volume, boa forma física e livres de lesões para poder montar o Cruzeiro que irá encarar o Atlético-MG neste domingo, às 16h, no Mineirão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador celeste terá os retornos do lateral-direito Orejuela, de Thiago Neves e dos atacantes Pedro Rocha e Fred estão à disposição da equipe. Thiago e Pedro estavam de fora por questões físicas, enquanto Fred e Orejuela estavam cumprido suspensão contra o Athletico-PR por terem levado o terceiro cartão amarelo e o vermelho respectivamente.

Thiago foi poupado por desgaste muscular, enquanto Pedro Rocha não atuava desde o dia 13 de outubro, no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó.

Como de praxe, Abel fechou o treinamento desta sexta-feira, mas um time base já pode ser visualizado, ainda mais que Sassá, expulso contra o Furacão, não poderá jogar.

Outro possível problema para o técnico da Raposa é o lateral-esquerdo Egídio, que foi substituído ainda no primeiro tempo diante do Athletico por ter levado uma pancada no quadril e não é certo que possa jogar, o que pode dar sequência para Dodô.

"Fator" experiência e elogios à Edílson

Mesmo com as boas atuações em sequência, Abel não quis confirmar Orejuela de volta ao time, fazendo elogios a Edilson contra o Furacão por sua força na marcação. Seguindo a lógica do peso do jogo com o Galo, Abel também pode optar por Léo na zaga lugar de Cacá, pois acredita ser uma partida em que a experiência pode ser um fator decisivo.

Com esse cenário, a Raposa pode ter em campo: Fábio; Orejuela(Edilson), Cacá (Léo), Fabrício Bruno e Dodô; Henrique e Éderson; Marquinhos Gabriel (Robinho), Thiago Neves e David; Fred.