Grêmio x Corinthians

Corinthians segue em evolução, mesmo não jogando bem contra o Grêmio (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Alexandre Guariglia
29/08/2021
07:00
São Paulo (SP)

Não foi a atuação dos sonhos da torcida do Corinthians, mas a equipe volta de Porto Alegre com os três pontos da vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio. Em seu pior jogo dos últimos quatro, os comandados de Sylvinho deram mais um passo na evolução, que significa decidir partidas complicadas com serenidade.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja como ficaria o valor de mercado do Timão com os possíveis reforços

Principalmente no início deste Brasileirão, o Timão teve algumas atuações terríveis, mas que poderiam ter sido amenizadas com um ou dois lances de gol, que acabaram desperdiçados. No lugar disso, a equipe levava o gol se saía de campo com a derrota. Diante do Tricolor gaúcho, isso não aconteceu.

Durante todo o duelo, parecia que o Corinthians não conseguiria desatar o nó da marcação gremista e de sua criação no meio-campo. Era daquele tipo de jogo que o 0 a 0 estava desenhado. No entanto, o equilíbrio mental contra um adversário bastante nervoso acabou sendo a melhor estratégia no campo.

E quem disse que é preciso jogar bem para merecer a vitória? Basta executar com precisão as chances que aparecem no caminho. Foi assim que o Alvinegro chegou ao gol. Uma falta perto da área foi suficiente para Vitinho, que havia entrado no segundo tempo, colocar a bola na cabeça de Jô anotar seu tento.

Uma cobrança perfeita, um cabeceio perfeito e a bola na rede. Bastou isso para sair de campo com a vitória. Os três pontos foram os mesmos da grande atuação diante do Ceará, talvez a melhor sob o comando de Sylvinho. É preciso saber ganhar, até mesmo quando a vitória parece improvável e esse detalhe já é um sinal bem evidente da evolução dessa equipe, que tende a melhorar.

As chegadas de Roger Guedes e, aparentemente, a de Willian, que se juntam a Giuliano e Renato Augusto, vão aumentar o poder de decisão do time. Com jogadores desse quilate dentro de campo, aumentam as chances de eles conseguirem tirar "coelhos da cartola" em cenários como o do último sábado.

Mas tudo isso só é possível quando uma defesa e um meio-campo defensivo estão em boa fase e cada vez mais acertados. Essa competência, até beneficia a sorte, como em alguns lances contra o Grêmio. Se somarmos todos esses fatores, o G6 do Brasileirão é uma realidade e a briga pelo G4, o objetivo.