Yuri Alberto

Yuri Alberto defendeu o Inter em 2020 e 2021, e o Colorado deseja a volta do arleta (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Fábio Lázaro
22/06/2022
06:00
São Paulo (SP)

O Corinthians deve ter concorrentes na briga pelo atacante Yuri Alberto, que atualmente veste a camisa do Zenit, da Rússia. O Internacional admite internamente a possibilidade de fazer uma investida para ter o atacante de volta.

+ Saiba quais os atletas da base que mais integram os profissionais do Corinthians com Vítor Pereira

Revelado pelo Santos, Yuri defendeu o Colorado entre 2020 e o início desta temporada, transferindo-se justamente para o clube russo. Já o Timão ainda não abriu negociação para contar com o atleta.

Na última terça-feira (21), a Fifa liberou os jogadores que atuam no futebol russo e ucraniano para assinar até junho de 2023 com outros clubes. A medida deve-se à guerra entre os países, que se desenrola desde fevereiro deste ano.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil

Essa condição de mercado animou a direção corintiana, que passou a consultar o estafe do atacante e descobriu que ele não deseja permanecer no Zenit na temporada que começará em agosto.

O que pode atrapalhar os planos do Corinthians é o futebol europeu.
Ainda que queira sair da equipe russa, Yuri Alberto deseja permanecer no Velho Continente e priorizará ofertas da região. O jogador ainda não recebeu propostas, mas elas devem surgir devido à pouca idade e os bons números do atleta nos três meses em que atuou pelo Zenit – foram seis gols e três assistências em 14 jogos.

O clube do Parque São Jorge entende que, se não tiver a Europa no meio do caminho, há grandes chances de repatriar Yuri, mesmo disputando com o Inter. O entendimento é que o projeto, vitrine e condições profissionais que serão apresentadas pelo Timão serão melhores do que as que clube gaúcho oferecerá.

A ideia corintiana é fazer com Yuri Alberto algo similar ao feito com o meia Maycon, contratando o atleta por empréstimo até o meio do ano que vem. O volante pertence ao Shakjtar Donetsk, da Ucrânia, e está emprestado ao Timão até o fim deste ano. 

O alto padrão salarial de Yuri não é algo que preocupa muito o Corinthians. O clube confia que terá espaço na folha para compor o reforço. Esse conforto se deve principalmente à saída do centroavante Jô e a possibilidade de vendas na janela de transferências do meio do ano, a principal delas do zagueiro João Victor.

Jô pediu a rescisão amigável após ser flagrado em um pagode em São Paulo, no mesmo momento em que o Timão era derrotado por 1 a 0 para o Cuiabá, há duas semanas, enquanto João é o principal ativo em potencial corintiano para que o clube bata a meta de vendas nesta temporada.

Paralelamente a isso, outros negócios podem aliviar ainda mais a folha salarial do Corinthians, como a venda ou novo empréstimos de atletas que retornam ao clube, como Ramiro, Mateus Vital e Léo Natel, e o empréstimo do meia-atacante Luan, que não faz parte dos planos da comissão técnica atual para a sequência da temporada da equipe alvinegra.