Corinthians x Red Bull Bragantino

Corinthians terá um Campeonato Brasileiro complicado se permanecer assim (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Alexandre Guariglia
17/06/2021
07:00
São Paulo (SP)

O Corinthians teve mais uma atuação constrangedora na derrota, de virada, por 2 a 1, para o Red Bull Bragantino. E o constrangimento não se dá pelos profissionais que lá estão, mas sim por não ser correspondente ao tamanho do clube. Espanta que boa parte da mídia especializada se empolgou mais do que torcedores após os resultados mais recentes. Paremos com os malabarismos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira as fotos da nova camisa número 1 do Corinthians

É verdade, o começo do jogo foi bem interessante por parte do Timão, teve lampejos de um sistema definido, com a defesa postada e as saídas com Gustavo Mosquito bem desenhadas. Não à toa o gol saiu dessa forma, com Roni, um volante, pisando na área e completando para o gol, em cruzamento rasteiro, que tem sido trabalhado por Sylvinho nos treinamentos.

Acontece que o time tem um repertório limitadíssimo, a única jogada é com Mosquito, jogar a bola nele e seja o que Deus quiser. E quando isso fica marcado, o adversário neutraliza e passa a dominar as ações por completo, encurralando o Corinthians na defesa, sem saber o que fazer com a bola. A partir daí, e questão de tempo levar um ou mais gols e sofrer derrotas.

Vai depender do adversário, é claro. Contra o América-MG e contra o Palmeiras, a vida foi facilitada pela falta de capacidade ofensiva das equipes. Os mineiros por estarem em má fase no setor há algum tempo, e o rival por ter demonstrado uma falta de apetite enorme, dando o gosto para o Timão crescer na partida e chegar ao empate. A maior parte do mérito não foi corintiano.

Acontece que parte da nossa mídia especializada parece ser mais torcedora do que a própria torcida do Corinthians e presta um desserviço. Difícil acreditar que houve quem colocasse o time em um patamar maior após esses dois resultados mais recentes (uma vitória e um empate). Gostaria muito de saber em que foram baseadas essas análises para chegar a esse ponto de ilusão.

A equipe pode até ter melhorado, até porque não havia como ficar pior, mas a briga no Brasileirão segue sendo contra o rebaixamento. Na última quarta-feira, contra o Red Bull Bragantino, isso ficou provado. O Massa Bruta é muito mais time e disputa outra realidade na tabela. Não há motivo para falarmos algo diferente disso. Neste momento, falar a verdade é o que ajuda o clube.

Após marcar o gol, o Corinthians ficou quase todo o tempo recuado, fechado, sem saída, como se tivesse um jogador a menos em campo. Além disso, as substituições de Sylvinho não mudaram nada a forma de jogar. O plano estava claro: vamos evitar tomar gol e não evitou, pelo contrário. Tomou dois e poderia ter tomado mais. Essa é a realidade do Timão: sofrer no Brasileiro e viver das facilidades que os adversários possam oferecer pelo caminho.