LANCE!
23/05/2019
21:19
São Paulo (SP)

O Corinthians não deu chances para zebras na partida desta quinta-feira, pela primeiro jogo da segunda fase da Copa Sul-Americana. Apesar dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara, da Venezuela, terem saído só no segundo tempo, o Timão pressionou desde o começo do jogo e não sofreu nenhum susto durante a partida na Arena, em Itaquera, vencida com gols de Vagner Love e Gustagol, que entrou no segundo tempo, numa mexida um tanto quanto ousada para os padrões de Carille, e voltou a marcar depois de dois meses de jejum.

O jogo de volta acontece no próximo dia 30, quinta-feira, às 17h, na Venezuela, e o Corinthians pode perder por até um gol de diferença.


TABELA
Confira tudo sobre a Sul-Americana

Pressão inicial
O Corinthians mostrou desde o primeiro minuto de jogo que buscaria a vitória. Logo no começo do jogo, Clayson pegou uma sobra na entrada da área, mas chutou mal e mandou por cima do gol. E continuou pressionando nos 15 primeiros minutos, perdendo chances. Pedrinho, Júnior Urso, Vagner Love… Todos tentaram, mas pararam nas mãos de Salazar ou em finalizações para fora.

Muita reclamação
Os jogadores do Corinthians - e a torcida - ficaram na bronca com o árbitro Critian Garay no primeiro tempo. Em três lances, os corintianos reclamaram de pênaltis não marcados em cima de Vagner Love. No primeiro, após cruzamento de Jadson, o atacante foi empurrados na área, mas o Garay não considerou pênalti e mandou seguir. Depois, aos 27 minutos, após rebote de Salazar, Love tentou recuperar a bola, mas se jogou e o juiz acertou em não marcar a penalidade. Aos 30, foi a vez de Fagner cair na área. Nada, de novo. Na segunda etapa, mais um lance polêmico: em cobrança de escanteio, Henrique caiu na área, mas o jogo seguiu.

Carille arrisca e, enfim, sai o gol
Vendo que o time do Deportivo Lara pouco ameaçava o Corinthians, o técnico Fabio Carille colocou o time mais para frente. Tirou Ralf e colocou Gustagol na volta para o segundo tempo. A pressão se intensificou e, enfim, saiu o gol. Aos 14 minutos, Pedrinho deu um belo passe para Fagner, que acertou um cruzamento preciso e Love cabeceou para o gol, fazendo a torcida do Corinthians comemorar um gol depois 240 minutos sem tentos do Timão na Arena Corinthians.

O artilheiro voltou!
A mudança promovida por Carille deu mesmo certo para o Timão. O time continuou em cima até que, aos 26 minutos, o Corinthians conseguiu ampliar. De novo em um cruzamento. Mas, dessa vez, pela esquerda. Avelar mandou para área e Gustagol subiu alto e mandou com força para o gol. Depois de dois meses em branco, o centroavante marcou o seu décimo gol na temporada.
Depois do segundo gol, o time do Corinthians seguiu no ataque, pressionando a saída de bola do adversário, mas sem o mesmo ímpeto de antes, e administrou o placar, sem criar mais chances claras de gol.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 DEPORTIVO LARA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data-horário: 23/5/2019, quinta, às 19h15
Árbitro: Cristian Garay (CHI)
Assistentes: Raul Orellana (CHI) e Cláudio Urrutia (CHI)
Público/Renda: 27.866 pagantes/R$ 800.153,00
Cartão amarelo: Fagner e Pedrinho (COR), Aponte e Moreno (LAR)
Cartão vermelho:
Gols: Vagner Love, 14'/2ºT e Gustavo, 26'/2ºT (COR)

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Gustavo, intervalo), Júnior Urso, Pedrinho, Jadson (Sornoza, 33'/2ºT) e Clayson; Vagner Love (Régis, 37'/2ºT). Técnico: Fábio Carille

DEPORTIVO LARA-VEN
Salazar; Aponte, Di Giorgi, Miers (Otero, 40'/2ºT) e Carrilo; Medina, Centeno, Yriate (Bueno, 21'/2ºT), Jefre Vargas (Freddy Vargas, 31'/2ºT) e Di Renzo; Moreno. Técnico: Leonardo González.