Pedrinho

Atacante Pedrinho é novidade do Corinthians neste sábado no time titular (Foto: Machado de Melo/Fotoarena/Lancepress!)

Marcio Porto
29/09/2018
09:39
São Paulo (SP)

O Corinthians encara o América-MG neste sábado às 19h em Belo Horizonte, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Finalista da Copa do Brasil, o Timão precisa se reabilitar no Nacional para encostar na parte de cima da tabela. E, para concluir a missão, o técnico Jair Ventura recorrerá ao mais novo herói da Fiel: Pedrinho.

O atacante de 20 anos será uma das novidades do time e fará seu primeiro jogo depois de ter decidido a vaga para a final da Copa do Brasil ao marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo na última quarta-feira. Pedrinho é xodó da torcida desde quando foi lançado no ano passado, mas nunca tinha atingido o status de decisivo como agora.

Este ano, por exemplo, Pedrinho marcou apenas quatro gols em 43 jogos, a maioria saindo do banco de reservas. Ano passado, fez um gol em 20 partidas. Agora, como titular, tem a chance de melhorar seus números e fazer deles de acordo com a expectativa da torcida.

O técnico Jair Ventura tem mantido discurso de cautela com relação ao garoto. Reconhece que é um grande talento e o compara a Rodrygo, atacante do Santos treinador por ele e que está vendido ao Real Madrid (ESP). Jair diz que é preciso não queimar etapas com o jovem, mas sabe que o gol decisivo deu um status maior a ele no momento.

- Modéstia à parte, cabe ao treinador saber lançar o garoto no jogo, o momento de sim e não. Eu sofria críticas por não lançar o Rodrygo no Santos, ele foi ficando forte e acabou foi vendido em 22 jogos por 45 milhões de euros (para o Real Madrid). Essa é a parte gratificante da vida do treinador, lançar jovens, isso não tem preço. Pedrinho fez o gol e veio me abraçar. Boto na cabeça deles que tem a vaidade de ser titular, mas quem entra na partida é tão importante como os que iniciaram - afirmou, após o jogo contra o Flamengo.

Com Pedrinho, o Corinthians tenta mostrar no Brasileiro a força que o levou à final da Copa do Brasil. É a chance de o atacante sair da condição de promessa e se fixar como um dos grandes nomes do time.