Alê Guariglia
01/08/2018
06:00
São Paulo (SP)

A torcida corintiana convive ano após ano com seguidas debandadas de jogadores do clube, principalmente aqueles que se destacam e marcam gols, causando apreensão em relação à saúde do ataque. Entretanto, parece haver uma fonte quase inesgotável de soluções dentro do próprio elenco para tais situações. Com esse trunfo, o Corinthians inicia nesta quarta-feira as quartas de final da Copa do Brasil, contra a Chapecoense, na Arena, às 21h45.

Se em 2017 o destaque foi Jô e em 2018 Rodriguinho, agora Romero ressurge como artilheiro e caminha para manter o alto nível do Timão no restante da temporada. E na fonte corintiana de gols, 17 jogadores diferentes já balançaram a rede pelo menos uma vez na temporada. Responsabilidade dividida em meio à necessidade de compensar as saídas e as contratações que não deram certo. 

Isso será importante nesta quarta, em Itaquera, para abrir vantagem no jogo de ida das quartas da Copa do Brasil diante da Chape. Um resultado positivo em casa poderá facilitar a vida corintiana em Chapecó, palco em que o time local não é derrotado há nove jogos e só perdeu duas vezes em 2018.

Era uma vez...
Quando Jô voltou ao Timão ainda era 2016 e poucos apostavam que, quando entrasse em campo, em 2017, a equipe pudesse resolver os problemas de ataque, que passava por má fase na reta final daquele ano. Formado na base do clube, Jô superou as expectativas, marcou 25 gols e levantou duas taças: a do Paulistão e a do Brasileirão.

Tudo o que é bom dura pouco... Foi assim com Jô, que se destacou na temporada 2017, chamou atenção dos clubes fora do país e foi negociado com o futebol japonês antes mesmo de o Timão entrar em campo em 2018. 
Rodriguinho, então meia-atacante acabou se mostrando outra solução para os problemas. Como um falso centroavante, o jogador começou a marcar gols decisivos, um após o outro e se tornou uma das peças mais importantes.

Negociado com o Pyramids, do Egito, Rodriguinho saiu e deixou o clube mais uma vez sem seu principal jogador de ataque. A fonte quase inesgotável de soluções, então, voltou a dar as caras: Romero, desandou a marcar gols. Em dois jogos sem o ex-camisa 26, o paraguaio já marcou cinco gols, chegando a dez na temporada em jogos oficiais, superando até mesmo o ex-companheiro, que parou nos nove.

O momento é de aproveitar a boa fase de Romero e garantir o primeiro passo rumo à classificação para a semifinal da Copa do Brasil. O desejo do corintiano é que essa fonte não se esgote. 

Confira a lista dos 17 jogadores que já marcaram gols em 2018: 
Jadson - 10 gols
Romero - 10 gols

Rodriguinho - 9 gols

Júnior Dutra - 3 gols
Balbuena - 3 gols
Clayson - 3 gols

Sheik - 2 gols
Henrique - 2 gols
Gabriel - 2 gols 
Maycon - 2 gols
Roger - 2 gols

Pedro Henrique - 1 gol
Renê Júnior - 1 gol
Pedrinho - 1 gol
Mateus Vital - 1 gol
Jonathas - 1 gol