Gabriel Pereira - Treino Corinthians

Gabriel Pereira tem futuro indefinido no Corinthians, mas negociações seguem (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Alexandre Guariglia
29/10/2021
07:00
São Paulo (SP)

O impasse sobre a permanência ou não de Gabriel Pereira segue como um dos principais assuntos do noticiário do Corinthians, e isso não é diferente dentro do clube. A possibilidade de perder uma joia da base "de graça" tem sido bastante lamentada entre dirigentes, conselheiros e torcedores. Mesmo assim, o consenso é de que nenhuma "loucura" deve ser feita para manter o jovem.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Como o LANCE! noticiou na última quinta-feira, os valores que chegaram ao conhecimento da diretoria corintiana são muito elevados em relação ao que o clube se propôs a oferecer. Segundo fontes ouvidas pela reportagem, a pedida salarial é bem mais do que o dobro do que o Timão cogitou pagar. Sem contar a quantia referente a luvas, que estão fora da realidade financeira do país.

Dentro do Corinthians, há também a noção de que clubes europeus já entraram em contato para entenderem a situação de GP, mas não oficializaram propostas. Vale destacar que esses valores pedidos pelos representantes do jogador não foram colocados no papel pelas partes. As conversas seguem em termos de "conhecimento de terreno", o que deixa o Alvinegro ainda otimista sobre os próximos passos, pois há a esperança de se chegar a um consenso.

Mas engana-se quem pensa que o Timão irá ceder a todas as exigências dos agentes de Gabriel Pereira. Embora saiba que perder o jogador seria algo muito ruim para o clube, a diretoria rechaça "loucuras" nas tratativas. Segundo uma fonte ouvida pela reportagem, os dirigentes não estão dispostos a fazer "qualquer negócio" a fim de manter a joia no elenco. A prioridade será manter o orçamento em dia e não onerar as finanças para as próximas temporadas.

O Corinthians não coloca prazos para definir a situação, ainda que o jovem tenha contrato apenas até 31 de março de 2022 e já possa assinar um pré-acordo com o outro clube. No entanto, se não enxergar avanços no caso, os dirigentes não descartam afastar o jogador para treinar de forma separada do elenco, como noticiou o GE na última quinta-feira e confirmou o LANCE!.

A situação se parece com a vivida por Romero, em 2019, quando o Timão era presidido por Andrés Sanchez. Sem avanço nas conversas de renovação, o mandatário determinou que o paraguaio ficasse apenas treinando no CT Joaquim Grava por seis meses, sem ser relacionado para as partidas. O atacante deixou o clube no término do contrato foi para o San Lorenzo-ARG.

Em entrevistas recentes, Gabriel Pereira demonstrou vontade de seguir no Parque São Jorge, mas neste momento ele evita participar das conversas. Enquanto isso, o garoto de 20 anos permanece como um dos destaques da equipe no Brasileirão-2021, sendo titular de Sylvinho pela direita do ataque. No último jogo, contra o Internacional, foi dele o belo passe para o gol de Giuliano, que deixou o placar em 1 a 1 no Beira-Rio. A partida terminou em 2 a 2.