Gustavo Mosquito - Corinthians x Chapecoense

Gustavo Mosquito foi peça fundamental nos números do Corinthians em 2021 (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Fábio Lázaro
22/01/2022
07:00
São Paulo (SP)

Um dos melhores custo-benefício do Corinthians nas últimas temporadas, o atacante Gustavo Mosquito completou três anos de clube na última quinta-feira (21). 

- Fico muito feliz em relembrar esse momento e vestir essa camisa é um enorme prazer. Agradeço ao clube pela oportunidade, a nossa torcida que é algo maravilhoso, diferente, espantoso de se ver, no sentido de apoio a todo momento do jogo. Muito obrigado, Corinthians! Espero que façamos uma grande temporada e possamos trazer alegria ao nosso torcedor - agradeceu o jogador. 

> TABELA: Confira e simule os primeiros jogos do Paulistão 2022
> GALERIA: Timão ativo no mercado para “se livrar” de atletas fora dos planos

Mas a trajetória do atacante com a camisa alvinegra nunca foi fácil. Contratado no fim de 2018, após surgir como promessa no Coritiba, o atleta só estreou pelo Timão na temporada seguinte e, a princípio, não agradou, o que fez com que ele acumulasse empréstimos para Vila Nova, de Goiás, e Oeste, e Paraná Clube na temporada seguinte. 

Em 2020, o clube do Parque São Jorge contratou ou técnico Tiago Nunes, que solicitou a reintegração de Mosquito ao elenco corintiano, e foi ali que tudo mudou. 

Timidamente o camisa 19 foi entrando em campo e atuando melhor do que a sua primeira passagem pelo Corinthians, se tornou titular e fundamental principalmente no fim daquele ano, já treinado por Vagner Mancini, com um time que fugiu do flerte com o rebaixamento e por pouco não beliscou uma vaga na Libertadores de 2021. 

Já na temporada passada, Mosquito já iniciou como um dos principais nomes do Timão, que tinha dificuldades financeiras e não fez investimentos no primeiro semestre, o jogador foi um dos poucos poupados de críticas, mas, ainda assim, acabou perdendo espaço no time titular após a chegada de atletas mais tarimbados, principalmente Willian e Róger Guedes, que atuam pelo mesmo setor de Gustavo. 

Agora, para 2022, Mosquito segue prestigiado, mas como um 'reserva de luxo', tendo que brigar por posição. 

Até aqui, o atacante jogou 110 vezes pelo Corinthians, sendo 105 delas começando como titular, tendo marcado 12 gols.