Ferroviária x Corinthians

Time de Araraquara fez ruir melhor sequência corintiana na 'Era Mancini' (Foto: Divulgação/Ferroviária SA)

Fábio Lázaro
13/04/2021
22:09
São Paulo (SP)

O Corinthians foi a campo sem perder a 10 jogos, mas com muitas críticas relacionadas ao baixo rendimento desde que a temporada começou, inclusive admitidas pelo técnico Vagner Mancini. E no jogo em que fez o seu melhor primeiro tempo na temporada, viu essa sequência sem derrotas ruir. 

Na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, o Timão foi derrotado por 2 a 1, de virada, pela Ferroviária, em jogo adiantado da nona rodada do Campeonato Paulista. 

A equipe do Parque São Jorge saiu na frente ainda na etapa inicial, com Camacho, mas viu a Locomotiva fazer dois na segunda etapa, com Meritão e Xandão.

O revés foi o primeiro corintiano neste Campeonato Paulista.

MELHOR PRIMEIRO TEMPO DO CORINTHIANS

Com uma equipe mista, já que entrou em campo há 48 anos horas, quando venceu o Guarani, em Campinas, por 1 a 0, no último domingo (13), o Timão foi a campo com uma equipe mista.

Os titulares contra o Bugre não treinaram em campo nesta segunda-feira (12), na única atividade corintiana antes do jogo diante da Locomotiva, e entre eles, apenas o goleiro Cássio e o zagueiro Jemerson atuaram nesta terça-feira (13). Camacho, Otero, Léo Natel e Jô, que entraram no segundo tempo contra a equipe campineira iniciaram o confronto diante do time de Araraquara.

Contudo, foi com o “mistão” que a equipe do Parque São Jorge fez o seu melhor primeiro tempo nesta temporada, com as linhas altas, controlando as ações ofensivas, pelo menos durante os primeiros 30 minutos, e com ótima dinâmica de jogo, com passes e trocas de posicionamento rápidos, o time corintiano foi pra cima, acertou bola na trave e foi soberano durante três quartos do primeiro tempo.

LUAN ELÉTRICO

O bom primeiro tempo do Corinthians passa diretamente por um grande jogo do meia-atacante Luan. O jogador que ficou apenas no banco de reservas nos últimos quatro compromissos do Timão, teve mais uma chance de começar jogando, um dia depois expor insatisfação com o técnico Vagner Macnini pela falta de oportunidades, em entrevista ao programa Arena SBT.

Rápido, participativo e efetivo em suas ações ofensivas, o camisa sete, contratado no início de 2020, por quase R$ 29 milhões, não desperdiçou, dessa vez, a chance dada pela comissão técnica corintiana.

FERRO BUSCA IGUALA AS AÇÕES, ABRE O PLACAR, MAS VAR ENTRA EM AÇÃO\

Passado os 30 minutos de jogo, a Ferroviária passou a querer responder a imposição ofensiva do Corinthians. A resposta foi dada com saídas rápidas em contra-ataques.

Inicialmente, Felipe Marques foi acionado, ficou de frente para o goleiro Cássio, que fez grande defesa, aos 34 minutos da etapa inicial.

Na sequência, a Locomotiva teve escanteio pelo lado esquerdo, Renato Cajá cruzou e a bola sobrou para Everton bater no canto canhoto de Cássio. No entanto, o zagueiro Xandão, em posição irregular, atrapalhou a visão do arqueiro corintiano, e a arbitragem de vídeo foi acionada para que o tento fosse anulado.

TIMÃO MARCA EM SEU PIOR MOMENTO

Ainda que não estivesse em seu melhor momento de jogo, o Corinthians seguia tentando comandas as ações ofensivas. E foi assim que o Timão construiu o primeiro gol, validado, do jogo. Após cruzamento pelo lado direito, a bola caiu o pé de Lucas Pitón no setor oposto. O lateral trocou para Camacho, que acionou Luan que fez lindo lançamento devolvendo para o volante colocar para o fundo da rede e definir o placar da etapa inicial.

QUEDA DE PRODUÇÃO CORINTIANA NO SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, a parte física foi fundamental para que o Corinthians não conseguir manter o ritmo dos primeiros 45 minutos. Com isso, o que ficou mais claro, foi os espaços dados pela equipe, tanto na parte ofensiva, com o Timão não conseguir mais aproximar as suas linhas e promover uma troca de passe veloz, e até mesmo defensiva, dando munição para decidas da Ferroviária com certa liberdade.

FERROVIÁRIA EMPATA EM FALHA DE XAVIER

Aos 30 minutos do segundo tempo, a Ferroviária conseguiu chegar ao empate, após uma falha do volante Xavier, que foi querer sair jogando na sua área, perdeu a bola para Hygor, que rolou para trás e viu Meritão chegar livre batendo por baixo de Cássio.

VIRADA NO ÚLTIMO MINUTO

E quando parecia que o jogo terminaria empatado, a Ferroviária fez ruir a sequência invicta do Corinthians, com uma cobrança de falta de Xandão, que encheu o pé de longa distância, viu Adson sair da barreira e o goleiro Cássio ficar intacto no centro do gol.

>> Confira a tabela do paulistão e simule os próximos jogos

FICHA TÉCNICA
FERROVIÁRIA 2 X 1 CORINTHIANS - 9ª RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA


Local: Arena Fonte Luminosa, Araraquara (SP)
Data/Hora: 13 de abril de 2021, às 20h
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa (SP) e Evandro Melo Lima (SP)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Público/renda: portões fechados
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -
Gol: 0-1 Camacho (44'/1T); 1-1 Higor Meritão (30'/2T); 2-1 Xandão (45'/2T)

FERROVIÁRIA: Saulo; Diogo Matheus, Matheus Salustiano, Xandão e Arthur Henrique; Vinicius Zanocelo (Yuri, 26'/2T) e Higor Meritão; Everton (Felipe Mateus, 37'/2T), Renato Cajá (Hygor, 25'/2T) e Felipe Marques (Anderson Rosa, 37'/2T); Bruno Mezenga (Rogério, 12'/2T) Técnico: Pintado

CORINTHIANS: Cássio; João Victor, Jemerson, Raul Gustavo e Lucas Pitón; Xavier (Ramiro, 32'2T) e Camacho (Roni, 25'/2T); Otero (Adson, 32'/2T), Luan (Araos, 39'/2T) e Léo Natel (Gabriel Pereira, 24'/2T); Jô. Técnico: Vagner Mancini.