Corinthians x Santo André - Love

Em um campo prejudicado pela chuva, o Timão arrancou o empate no fim (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

Yago Rudá
26/02/2020
23:17
São Paulo (SP)

O Corinthians segue sob pressão neste início de temporada. A fase não é das melhores e o time não vence no Paulistão há quatro rodadas. Apesar disto tudo, o empate com o Santo André, em 1 a 1, demonstra algo que vem sendo muito cobrado pela torcida: entrega. Na noite desta quarta, o Timão não teve uma atuação de se encher os olhos, mas teve forças para buscar o empate nos minutos finais e, por pouco, não virou a partida no último lance.

Antes de mais nada, é preciso pontuar que a chuva que assolou a zona leste da capital paulista praticamente impossibilitou a prática do futebol na Arena Corinthians. Dos 20 minutos do primeiro tempo até os 15 minutos finais do segundo tempo, a condição do gramado estava péssima. Em nota, o clube do Parque São Jorge informou que o sistema de drenagem não apresentou falhas.

Em campo, o Corinthians jogou a maior parte do tempo sob nervosismo. É nítida a falta de confiança dos jogadores em campo. A equipe jogava bem e dominava o Santo André, apesar do baixo número de finalizações, mas na primeira chance de gol, o Ramalhão marcou. Daí em diante, o aspecto psicológico pesou e o Timão sofreu muito para buscar o resultado.

Horas antes do início da partida, a Gaviões da Fiel junto com outras organizadas do Corinthians estiveram na porta do CT Joaquim Grava, cobraram a diretoria e mais entrega dos jogadores dentro de campo. Contra o Santo André, apesar das deficiências da equipe e dos erros individuais dos jogadores, não dá para dizer que falou vontade dos atletas.

O Alvinegro martelou, martelou e martelou o Santo André até encontrar o empate nos acréscimos com Mauro Boselli de cabeça. No último lance, Gil desviou uma bola dentro da área e o garoto Janderson afundou as redes adversário no lance que daria a vitória ao Timão, mas o zagueiro que atuou de centroavante durante quase todo o segundo tempo estava impedido.

Agora, o Corinthians precisa abrir os olhos e brigar por sua vaga na fase mata-mata do Campeonato Paulista. Embora a equipe tenha apresentado vontade em campo, o clube segue em uma situação delicada. Afinal, soma nove pontos em 24 disputados. Ao fim desta rodada, o Timão pode deixar a zona de classificação e, na pior das possibilidades, ficará em último no Grupo D.

Entrega em campo é necessário, ainda mais em clube como o Corinthians. Entretanto, os resultados são mais necessários ainda e o Alvinegro está em uma situação delicada. O técnico Tiago Nunes terá nove dias para trabalhar até o próximo jogo, dia 7 contra o Novorizontino. É preciso melhora e é preciso já.