Racing x Corinthians - Carille

Fábio Carille ficou satisfeito com a determinação de seu time na quarta (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Ana Canhedo
28/02/2019
07:00
São Paulo (SP)

Na temporada, o Corinthians tem conseguido cumprir as metas traçadas para os primeiros meses do ano: classificado na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana e líder de seu grupo no Paulistão (com direito a vitória sobre o rival Palmeiras). Neste ponto, é nítido que o time começa a esboçar seu ideal para 2019. Não pode, porém, relativizar o erro recorrente da defesa em bola aéreas. 

Justamente na classificação na Copa Sul-Americana, contra o Racing, sofreu o décimo vacilo do ano em jogada de bola alçada à área (são 14 gols sofridos em 2019 e apenas quatro não foram assim). Algo que quase custou a vaga. Manoel e Fagner se atrapalharam na decisão de marcar Cristaldo, que abriu o placar de cabeça. Henrique também estava por perto. 

O problema é recorrente e precisará ser trabalhado a exaustão por Carille. Antes da viagem à Argentina, o treinador separou seus jogadores de defesa, os três já citados e Danilo Avelar, e treinou no CT Joaquim Grava situações similares com a que terminou em gol em Avellaneda. Com bolas partindo tanto da esquerda, como da direita. Não adiantou... 

Na escalação, Carille terá pequenos ajustes a fazer. Junior Urso poderá ser inscrito nesta segunda fase de Copa Sul-Americana e será usado como titular. Jadson se recupera de dores nos dois joelhos e tende a estar à disposição na próxima fase. Ramiro, por sua vez, ganhou chance e cresceu de produção apenas na etapa final. Enquanto isso, Vagner Love foi determinante e não deve demorar a se firmar entre os 11 titulares. 

A defesa pode passar por ajustes, algo a ser trabalhado ao longo da temporada e ainda sem o coro do treinador para que aconteça. Marllon aparece como boa opção para a zaga, caso um dos titulares perca sua posição. Pedro Henrique é o outro reserva neste momento. A dupla Henrique e Manoel deve ser mantida como titular por enquanto. 

- Não digo que é uma lição, mas a gente está no caminho certo com nossas convicções, os jogadores entendendo bem o que eu e minha comissão queremos. É fortalecer mais, é o quarto ou quinto jogo com essa formação de três volantes, ou um volante e dois segundos saindo. Continuamos com essa ideia que acredito que será o ano todo - ponderou Carille, após a classificação, e seguiu: 

- São 15 atletas chegando, temos o Junior Urso que nem deu para ser inscrito ainda. Jogadores chegando, com possibilidade de mais chegadas para a gente fazer uma temporada boa, com bastante opções... Essa classificação fortalece esse grupo que está se iniciando.