Matheus Donelli

Donelli encarou estreia como profissional em um Dérbi (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Fábio Lázaro
12/03/2021
07:00
São Paulo (SP)

O goleiro Cássio voltou a treinar com o elenco do Corinthians na quinta-feira (11) e a tendência é que ele já seja titular contra o São Caetano, no domingo (14), às 19h, no estádio Anacleto Campanella, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. Com isso, Matheus Donelli, que foi o titular do gol nos últimos jogos, deve ser sacado dos 11 iniciais do Timão. 

Porém, se engana quem pensa que a perda da titularidade é sinônimo de desprestígio para o garoto de 18 anos, que encarou o desafio de assumir a meta alvinegra em meio a um surto de Covid-19 que atingiu 16 atletas nas últimas semanas, sendo três goleiros, inclusive Cássio, e estreou como profissional em um clássico contra o Palmeiras. 

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

As atuações seguras de Donelli contra Verdão e Ponte Preta credenciaram o jovem como reserva imediato do gol corintiano, que tem atualmente um ídolo do clube na sua titularidade. Isso porque Walter, que era a primeira opção para repor a meta alvinegra, foi emprestado ao Cuiabá até o fim do ano, quando termina o seu vínculo com o Corinthians, e, portanto, não deverá vestir mais a camisa do clube. 

O Timão tem outros dois goleiros no elenco, ambos mais experientes do que Donelli: Guilherme Vicentini e Caíque França. O primeiro é dois anos mais velho que o companheiro de posição, também é prata da casa e possivelmente seria a opção natural para o lugar de Cássio, mas também foi acometido por Covid-19 - ele segue em isolamento. Com isso, como o técnico Vagner Mancini já experimentou Matheus e gostou do que viu, a tendência é que na lista de substitutos imediatos do titular absoluto a prata da casa mais nova terá a predileção do professor. 

Já Caíque França tem 25 anos, integra o elenco profissional do Corinthians desde 2015 e na última temporada disputou a Série B pelo Oeste, por empréstimo, tendo atuado em 28 ocasiões. Existia até expectativa de o garoto ser o titular do Timão no Dérbi, por conta da rodagem, mas como ele havia retornado poucos dias antes da partida, tendo sido inscrito na véspera, inclusive, foi preterido por Donelli. Após o clássico, o jogador teve o agravante de estar na segunda leva de diagnosticados positivamente para a Covid-19, o que fez ausente dos relacionados para o jogo diante da Ponte Preta, no último fim de semana. 

Atualmente, também integram o elenco profissional na meta corintiana os garotos Yago e Alan, do sub-23 e sub-20 respectivamente, que foram promovidos justamente para que Matheus Donellii não fosse o único arqueiro disponível em determinado momento do surto.