Coelho - Treino Corinthians

Dyego Coelho não deve mexer na escalação do sistema defensivo (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

LANCE!
21/09/2020
08:00
São Paulo (SP)

A comissão técnica do Corinthians tem um desafio para os próximos jogos: reduzir o número de gols sofridos no Campeonato Brasileiro. Em dez rodadas disputadas, o Timão foi vazado em 16 oportunidades - o que deixa a equipe com a incômoda marca de terceira pior defesa da competição. O número é considerado altíssimo e a ordem é de mudança. 

Motivado a fazer com que o Corinthians melhore suas estatísticas na temporada, o técnico Dyego Coelho tem dado atenção especial para os treinamentos do sistema defensivo. No último domingo, por exemplo, o interino cobrou bastante atenção dos atletas na atividade focada para a segurança do gol defendido por Cássio.


TABELA
>Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro 

Uma das propostas de Coelho para fazer o número de gols sofridos cair é a marcação-pressão em cima do adversário. A ideia é atacar o rival que está com a bola com dois ou três jogadores e roubá-la o mais rápido possível. Caso não dê para desarmá-lo, o passe precisa ser dificultado ao máximo. A ideia passa por todos os atletas, não só aqueles da defesa.

Por isso, a tendência é de que não haja mudanças na escalação da defesa titular para o jogo contra o Sport, na próxima quarta. O quinteto formado por Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton deve ser mantido. O mesmo vale para a dupla de volantes, responsável pela proteção dos zagueiros, com os recém-promovidos da base Xavier e Roni. 

Buscando emendar a segunda vitória seguida no Brasileirão, o Corinthians visita o Sport na Ilha do Retiro, às 21h30, da próxima terça-feira. O jogo é válido pela 12ª rodada e, em caso de um bom resultado no Nordeste, o Timão pode se desgarrar do grupo dos quatro últimos colocados.