Alexandre Guariglia
02/08/2020
18:04
São Paulo (SP)

Em ascensão na fase decisiva do Paulistão, o Corinthians garantiu outra vez uma vaga final do estadual ao bater o Mirassol por 1 a 0, neste domingo, na Arena. Com gol de Éderson, quando o time de Tiago Nunes já tinha um a mais, após a expulsão polêmica de Juninho, o Alvinegro confirmou o favoritismo e a boa fase depois do retorno do futebol. A equipe terá o arquirrival Palmeiras, que superou a Ponte Preta, na decisão em que busca o tetracampeonato.

O primeiro tempo começou truncado, com ambas as equipes ainda procurando os encaixes na marcação, sem proporcionar lances de perigo. Somente aos 13 minutos aconteceu a primeira grande chance da partida com Juninho, do Mirassol. O meia-atacante cobrou falta no ângulo e Cássio fez uma belíssima e difícil defesa, evitando o que seria a abertura do placar. O mesmo Juninho repetiu a dose dez minutos depois, mas a bola passou por cima do travessão.

Logo após ser ameaçado pela segunda vez, o Timão também assustou em jogada pelo lado esquerdo do ataque. Carlos Augusto desceu, foi ao fundo e cruzou para trás, Mateus Vital tentou o desvio e acertou a trave. Naquele momento, as investidas pelas laterais eram a melhor opção ofensiva. Em seguida, Éderson abriu pela direita e cruzou rasteiro, Jô tentou de letra, mas não conseguiu e no segundo pau não havia ninguém para completar.

A partir dos 30 minutos, o jogo voltou a ficar mais truncado, com os times fazendo um duelo equilibrado até o final da primeira etapa. O Corinthians, que teve maior posse de bola, achou muitos espaços nas inversões de bola, principalmente da esquerda para a direita. O Mirassol, por sua vez, procurou jogar no erro do adversário e armou contra-ataques interessantes.

Na volta para o segundo tempo, com três minutos de jogo, Carlos Augusto fez outra boa jogada pelo lado esquerdo do ataque e cruzou no peito de Luan, que ajeitou para bater, mas foi travado na hora que arremataria. Poucos minutos depois o meia corintiano teve outra chance, chutando rasteiro, mas parou na defesa do goleiro Kewin. O adversário permanecia armando o contra-ataque.

Aos 15 minutos, quando o Corinthians já sufocava o Mirassol, que não conseguia mais sair de sua defesa, Juninho fez falta dura em cima de Carlos Augusto. O árbitro foi chamado para analisar as imagens no VAR e decidiu expulsar o camisa 10 do clube do interior, que pisou no tornozelo do lateral corintiano. O lance causou polêmica e Sálvio Espínola, comentarista de arbitragem da TV Globo, achou exagerado o cartão vermelho.

Com um a mais, Tiago Nunes colocou Janderson no lugar de Ramiro e Sidcley no lugar de Carlos Augusto, que sentiu o tornozelo, mas o gol saiu de quem já estava no gramado e de quem já vem jogando bem há alguns jogos. Aos 26 minutos, após cobrança de lateral, Éderson recebeu na intermediária, ajeitou e chutou forte e rasteiro para o gol, Kewin não conseguiu defender e a bola balançou a rede do Mirassol para o Corinthians abrir o placar na Arena.

Os visitantes ainda conseguiram descer em alguns contra-ataque, mas não souberam concluir a jogada. A expulsão tirou ainda mais força ofensiva da equipe de Ricardo Catalá. O Timão, por sua vez, persistia na tentativa de ampliar o marcador. Em uma dessas investidas, Luan cobrou escanteio e Alison Silva, do Mirassol desviou no travessão, quase marcando contra o patrimônio.

O Corinthians ainda chegou com um bom chute de Mateus Vital e o Mirassol tentou algo no desespero, mas o resultado já estava controlado e o Timão com a vaga garantida para disputar mais uma final estadual em sua história. Agora, o Alvinegro aguarda o adversário da decisão, que tem seu primeiro jogo na próxima quarta-feira, e o segundo no próximo sábado. A equipe tentará o tetrcampeonato inédito da competição.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 MIRASSOL
Local:
Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Data-Hora: 2/8/2020 - 16h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Danilo Avelar e Gabriel (COR) Wellington e Moraes (MIR)
Cartões vermelhos: Juninho, aos 15'/2ºT (MIR)
Gols: Éderson (26'/2ºT) (1-0)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto (Sidcley, aos 17'/2ºT); Gabriel e Éderson (Camacho, aos 45'/2ºT); Ramiro (Janderson, aos 17'/2ºT), Luan (Araos, aos 37'/2ºT) e Mateus Vital (Léo Natel, aos 45'/2ºT); Jô. Técnico: Tiago Nunes.

MIRASSOL: Kewin; Danilo Boza (Matheus Rocha, aos 37'/2ºT), Wellington e Reniê; Daniel Borges, Alison Silva (João Arthur, aos 43'/2ºT), Du (Lucas Vital, no intervalo), Junhinho e Moraes; Zé Roberto (Netto, aos 16'/2ºT) e Bruno Mota (Kauan, no intervalo). Técnico: Ricardo Catalá.

*Atualizada às 21h01

Corinthians x Mirassol - Comemoração
Timão venceu com gol de Éderson (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)