Athletico-PR x Corinthians

Corinthians venceu o Athletico por 1 a 0 (Foto: Divulgação/Corinthians)

 Pedro Alvarez |
22/08/2021
18:03
São Paulo (SP)

O Corinthians venceu o Athletico Paranaense por 1 a 0, na Arena da Baixada, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol marcado por Roni no começo do segundo tempo, o Timão entrou no G6 e confirma bom momento na competição.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

A partida marcou um duelo importante para as duas equipes. Para o Athlético, a chance de voltar a vencer no Brasileirão e se manter forte na briga pelo G6. Para o Corinthians, a oportunidade de engatar uma sequência de vitórias e começar a subir na tabela. 

PRIMEIRO TEMPO COMEÇA COM CORINTHIANS PRESSIONANDO

Os primeiros minutos da partida foram marcados por muita pressão ofensiva do Corinthians, que ocupou o campo do Athletico Paranaense. Logo nos primeiros lances, a equipe paulista conseguiu uma grande chance com um cruzamento excelente de Giuliano, colocando Jô em oportunidade de fazer o gol. O atacante, porém, cabeceou para fora.

O Corinthians seguiu pressionando a saída de bola do Furacão, impedindo que o time mandante saísse de seu campo de defesa e conseguindo oportunidades ofensivas. Aos 12 minutos, Adson quase fez um gol improvável, ao acertar o travessão do goleiro Santos em uma tentativa de cruzamento. Com maior controle das ações, o Timão começou melhor.

CORINTHIANS DOMINA MEIO DE CAMPO E CRESCE AINDA MAIS NO JOGO

Durante a maior parte do primeiro tempo, o Corinthians conseguiu ter o controle da partida ao dominar o meio de campo. Com boas trocas de passes, o time superou a marcação do Athletico, mas não conseguiu levar mais tanto perigo ao gol de Santos quanto no cruzamento de Adson.

O Corinthians chegou muitas vezes pelo lado direito do campo, explorando a ofensividade de Gustavo Mosquito, mas sem nenhuma grande oportunidade criada. A melhor chance do time veio num chute de Giuliano, da entrada da área, facilmente defendida por Santos.

ATHLETICO EQUILIBRA A PARTIDA 


No terço final do primeiro tempo, na faixa dos 30 minutos, o jogo ficou mais equilibrado. Com os comandos de António de Oliveira, o Furacão passou a ficar mais com a bola, ocupando o meio de campo e trocando passes, embora sem muita objetividade, conseguindo finalizações de fora da área, sem levar muito perigo ao gol defendido por Cássio.  

FAGNER SENTE, DU QUEIROZ ESTREIA

Desde a metade do primeiro tempo, o lateral Fagner se queixou de dores, fazendo com que Sylvinho pedisse para o jovem Du Queiroz começasse a aquecer. Aos 37 minutos, porém, não deu mais para o camisa 23, que parou durante corrida para receber passe e levou as mãos à panturrilha direita, deixando o campo. Assim, o treinador do Corinthians promoveu a estreia do jovem Du Queiroz, que ainda não havia jogado pelo profissional do Timão.

FIM DE PRIMEIRO TEMPO

A primeira etapa acabou sem gols, mas ficou marcada pelo domínio do Corinthians. Com 57% de posse de bola, o Timão teve mais jogadas no ataque, embora o Athletico tenha equilibrado e sido superior no final da primeira etapa e encerrado o primeiro tempo com o mesmo número de finalizações que o Corinthians, oito. No começo da primeira etapa, o time paulista chegou a ficar com quatro finalizações a zero e mais de 60% de posse de bola.

ATHLETICO COMEÇA O SEGUNDO TEMPO NO ATAQUE

Após um primeiro tempo pouco efetivo, o Athletico começou o segundo tempo partido para cima do Corinthians, em busca de um gol. Logo de cara, aos cinco minutos da segunda etapa, o time da casa quase abriu o placar com Christian, que cabeceou a bola da entrada da área e acertou a trave do goleiro Cássio. Na sobra do lance, Carlos Eduardo finalizou para fora.

CORINTHIANS ABRE O PLACAR COM RONI

Com apenas nove minutos do segundo tempo, o Corinthians fez o que buscou fazer durante a primeira etapa, trocou passes e esperou a oportunidade certa para espetar. Com a bola nos pés, o time circulou a bola com paciência, até Fábio Santos, apoiando pela esquerda, encontrar Roni, infiltrando na área, chegando por trás e cabeceando para o fundo do gol. Placar aberto.

O lance reuniu dois pontos importantes do time. A ofensividade do Fábio Santos deu resultados novamente, assim como no jogo contra o Ceará. O veterano fez um ótimo cruzamento, colocando a bola na cabeça de Roni. Outro ponto importante é a infiltração de Roni como homem surpresa, o que ele também fez na última partida. Chegando como surpresa, aproveitou a falha da marcação e cabeceou sozinho, como quis.

ATHLETICO TENTA REAÇÃO E VAI AO ATAQUE

Após tomar o gol, o Athletico se lançou no ataque e fez substituições, em busca de uma reação rápida após o gol sofrido. Com a bola nos pés e explorando mais o campo ofensivo, o time chegou a criar algumas boas oportunidades.

Aos 24 minutos do segundo tempo, o Furacão chegou em uma grande chance de gol com Léo Cittadini. Após escanteio cobrado por Khellven e desvio de Jaderson, o meia ficou com a sobra e finalizou dentro da pequena área, cara a cara com Cássio. O goleiro, porém, fez ótima defesa, levando forte bolada no rosto, que inclusive fez com que ele recebesse atendimento rápido, mas ficou tudo bem.

ATHLETICO INSISTE NO ATAQUE, MAS JOGO FICA MAIS MORNO

Com o passado do tempo, o jogo ficou mais morno. Com substituições dos dois lados, o Athletico Paranaense continuou explorando mais o campo de ataque, mas não encontrou muitas oportunidades de gol, parando na defesa do Corinthians. O Timão, por sua vez, tentou ficar com a posse quando possível e explorando mais os contra-ataques.

Aos 40 minutos do segundo tempo, porém, o Furacão quase empatou em desvio de Zé Ivaldo, após cabeçada de Thiago Heleno. O zagueiro tentou desviar, mas não conseguiu colocar muita força, resultando em uma defesa segura para o Cássio, que encaixou sem grande esforço apesar do susto.

THIAGO HELENO É EXPULSO NOS MINUTOS FINAIS DO JOGO

Aos 45 minutos da segunda etapa, Thiago Heleno disputou com Adson e chegou a desviar a bola. O atacante caiu e reclamou de uma solada. Após revisão do VAR, a imagem ficou mais clara e foi interpretada uma entrada com força excessiva, com a sola da chuteira, acertando Adson. Após checar o VAR, Wilton Pereira Sampaio expulsou Thiago Heleno, deixando o Athletico com um a menos nos minutos finais. 

FIM DE JOGO! VITÓRIA DO CORINTHIANS

Com um jogador a menos, a tentativa de reação do Athletico esfriou e o Corinthians passou os minutos finais da partida trocando passes e controlando a partida. O time paulista chegou, inclusive, a criar uma boa chance de gol, mas foi dado o impedimento. Aos 52 minutos do segundo tempo, o Athletico criou mais uma chance e, mais uma vez, parou em Cássio.

Com o fim do jogo, o Corinthians conquistou sua segunda vitória seguida e conquistou moral, iniciando um bom momento do time, dando sinais de que o esquema de Sylvinho está encaixando cada vez mais e dando resultados. Para o Athletico, foi a quarta derrota consecutiva e significou a saída do G6.

O placar deixou o Timão em sexto lugar, ingressando no G6, mas ainda esperando outros resultados nessa rodada. O Furacão caiu na tabela e ficou na nona colocação, também aguardando outros resultados da rodada.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (28), às 21h, para enfrentar o Grêmio, na Arena do Grêmio, pela 18ª rodada do Brasileirão. Já o Athletico Paranaense enfrenta o Santos, nesta quarta-feira (25), às 19h, na Arena da Baixada, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

ATHLETICO PARANAENSE X CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Horário: 22/8/2021, às 16h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (Fifa/MG)

Gols:
Roni (9'/2ºT) (0-1)
Cartões amarelos: Carlos Eduardo (CAP)
Cartões vermelhos: Thiago Heleno (CAP)

ATHLETICO PARANAENSE

Santos; Khellven, Pedro Henrique (Zé Ivaldo, no Intervalo), Thiago Heleno e Abner; Christian (Léo Cittadini, aos 11'/2ºT), Erick e Terans (Jader, aos 11'/2ºT); Carlos Eduardo (Jaderson, aos 22'/2ºT), Nikão e Bissoli (Renato Kayzer, aos 11'/2ºT). Técnico: António Oliveira.

CORINTHIANS


Cássio; Fagner (Du Queiroz, aos 38'/1ºT), João Victor, Gil e Fabio Santos; Gabriel, Roni (Renato Augusto, aos 28'/2ºT) e Giuliano (Xavier, aos 30'/2ºT); Gustavo Mosquito (Mateus Vital, aos 28'/2ºT), Adson e Jô (Luan, aos 30'/2ºT). Técnico: Sylvinho.