Cassio

Cássio está no Corinthians desde 2012 (Foto: Antônio Cicero/Photo Press)

Guilherme Amaro
22/01/2019
15:50
São Paulo (SP)

De contrato renovado até 2022, Cássio pode completar 11 temporadas no Corinthians. Desde que chegou ao clube, em 2012, o goleiro participou de 383 partidas e conquistou oito títulos. Apesar dos números, Cássio não se vê como o maior goleiro da história do clube. Para ele, o posto pertence a Ronaldo, que atuou entre 1988 e 1998, atuou em 602 jogos e soma cinco títulos.

- O Corinthians é muito grande para alguém se achar melhor. Eu posso ter minha opinião, e o Ronaldo é na minha opinião. Ronaldo passou dez anos aqui, uma época muito boa. seu Miranda (roupeiro) sempre fala bem dele, aprendi a admirar mais depois que o conheci melhor. Vou sempre respeitar, uma das metas é passá-lo. Mas minha opinião sobre ele vai ser sempre a mesma - disse Cássio, que curiosamente é o melhor goleiro do Corinthians na opinião de Ronaldo.

- É uma marca expressiva que ele tem, o goleiro que mais vestiu a camisa do Corinthians. Minha meta agora é chegar aos 400. Não posso pensar o que vai acontecer em quatro anos. Infelizmente não consegui jogar mais (em 2018) por causa da Seleção, mas isso foi positivo também. Minha meta é chegar aos 400 jogos e ajudar o Corinthians a ganhar títulos. A gente é movido a desafios, tentar quebrar barreiras. Seria muito legal chegar (na marca de Ronaldo), mas é pensar jogo a jogo, minha meta é chegar aos 450 neste ano, e lá no futuro quem sabe alcançar ou até passar essa marca - acrescentou Cássio.

O goleiro está empolgado para 2019. Ele elogiou as contratações nesta janela de transferências e disse que o Corinthians chega forte para a temporada.

- Tivemos um crescimento em contratações, fugiu um pouco ao que vinha, chegaram jogadores campeões, vitoriosos em seus clubes, não desmerecendo, antes vinham mais apostas, hoje é jogador que chega para jogar, vemos no dia a dia, temos muito a crescer, tem qualidade. A gente vem forte, cria expectativa e cobrança maior, mas estamos preparados. Jogador que chegam preparados para ajudar, isso ajuda no entrosamento, em ver jogadores empenhados fazendo o melhor nos treinos. Vamos levar para os jogos as coisas positivas - analisou.


Cássio ainda comentou sobre a situação de Vagner Love, que tenta rescindir seu contrato co mo Besiktas (TUR). O goleiro elogiou o ex-companheiro, que defendeu o Timão em 2015, mas lembrou os atuais centroavantes do elenco.

- É um excelente atacante, foi importante em 2015, mas estamos bem servidos de atacantes. Chegaram o Gustagol, que foi o artilheiro do Brasil no ano passado, e o Boselli, que foi goleador por onde passou. O Love é um cara muito bacana, mas difícil um jogador comentar a situação - esquivou-se Cássio.