LANCE!
21/02/2019
15:50
Rio de Janeiro (RJ)

A vitória do Botafogo na última quarta-feira, diante do Defensa y Justicia, em Buenos Aires, não impressiona apenas pelo placar de 3 a 0 contra a equipe que briga pela liderança do campeonato local, pela primeira fase da Sul-Americana. Pela primeira vez em sua história, o Alvinegro venceu em solo argentino atuando por um torneio internacional.

Na Argentina, aliás, o Botafogo não vencia uma partida desde 1966, contra o Racing, em Avellaneda. Na ocasião, em vez de estar em jogo uma vaga em competição continental, o clube carioca disputava um torneio amistoso chamado Torneio Carranza, no qual acabou campeão - Independiente e Spartak Praga também estavam na disputa.  


Já em jogos oficiais na Argentina, todos recentes, o Botafogo foi derrotado em todas as quatro ocasiões - duas pela Sul-Americana (contra River Plate e Estudiantes, em 2007 e 2008, respectivamente) e duas pela Libertadores (contra San Lorenzo e Estudiantes, em 2014 e 2017, respectivamente). 

BEM EM MATA-MATAS CONTRA GRINGOS

Contudo, por falar em jogos ainda frescos na memória do torcedor, o Botafogo, no geral, vai bem, obrigado. Em suas redes sociais, o jornalista Thiago Franklin ressaltou a boa fase do Glorioso em mata-matas contra estrangeiros. Desde as oitavas de final da Copa Sul-Americana de 2011, quando perdeu para o Santa Fé, da Colômbia, o clube não cai em fase decisiva para gringos. 

Neste ínterim, são sete duelos de invencibilidade para o lado alvinegro - quatro pela Libertadores e três pela Sul-Americana. Os adversários foram: Deportivo Quito-EQU (2014), Colo-Colo-CHI (2017), Olimpia, Nacional-URU (2017), Audax Italiano-CHI (2018), Nacional-PAR (2018) e Defensa y Justicia-ARG (2019).

Para seguir com o bom momento diante de equipes estrangeiras, o Botafogo espera o próximo rival pela segunda fase da Sul-Americana de 2019 ser definido em sorteio, que ocorrerá apenas ao fim da fase inicial - em maio.