Botafogo x Palmeiras

Enquanto não há decisão sobre o tema, vitória do Verdão não pode ser homologada (Foto: Divulgação/Palmeiras)

LANCE!
07/06/2019
17:34
Rio de Janeiro (RJ)

O auditor Decio Neuhaus, do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) solicitou nesta sexta-feira que a CBF encaminhece o relatório do VAR, inclusive áudio e imagem, da atuação do árbitro de vídeo da partida entre Botafogo e Palmeiras, que foi disputada no dia 25 de maio, em Brasília.

Apontando que foram infringidas a Regra 5 do Futebol e o item 8.12 do protocolo do VAR, o Alvinegro quer a anulação do jogo, pois argumenta que o árbitro de vídeo foi usado indevidamente, já que a análise do lance de pênalti em Deyverson aconteceu depois de o jogo ser reiniciado pelo árbitro Paulo Roberto Alves. O gol da vitória do Palmeiras (1 a 0) saiu deste lance, marcado graças à análise do VAR.

O Tribunal ainda informou que "somente após recebimento e análise é que o processo será designado para entrar em pauta de julgamento do Pleno."

Até agora, o STJD apenas acatou o pedido, por entender que o Botafogo seguiu os processos legais corretamente para pedir julgamento.

No site da CBF, Palmeiras e Botafogo têm seis jogos disputados, em vez de sete. Sem ter o resultado homologado, o Verdão ainda lidera a competição com 16 pontos, enquanto o Glorioso soma 12 pontos, na 11ª colocação.

Confira o despacho feito pelo Auditor Decio Neuhaus:

"Tendo em vista o Workshop realizado pela Procuradoria em 06/06/2019 e tomando conhecimento dos procedimentos adotados no VAR, requeiro que seja oficiado a CBF, determinando o envio de todos os relatórios do VAR - inclusive gravações de áudio e imagem dos árbitros no prazo de 48 horas.

Em face desta decisão e também acolhendo pedidos do Impugnante, retiro processo de eventual pauta no dia 13/06/2019.

Quando marcado o julgamento, seja intimado para comparecer a arbitragem de campo e do próprio VAR".