Vaquinha - Botafogo

Torcedores do Glorioso arrecadaram mais de 30 mil reais (Foto: Reprodução)

LANCE!
10/09/2019
16:53
Rio de Janeiro (RJ)

A torcida do Botafogo mostrou sua força. Indignados pela situação dos funcionários do clube, que estão com dois meses de salários atrasados, os botafoguenses resolveram, na terça-feira da última semana, iniciar uma vaquinha na internet para arrecadar fundos e comprar cestas básicas aos trabalhadores. Seis dias depois, o valor conquistado é superior à quantia de uma campanha feita por Carlos Eduardo Pereira, ex-presidente, em 2015.

Na época, CEP estava no seu primeiro ano como presidente do Botafogo e pegava a equipe recém-rebaixada à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Pelas dificuldades envolvendo as novas cotas de televisão, o mandatário resolveu envolver a torcida com Jefferson, maior ídolo dos botafoguenses e que jurou lealdade ao Glorioso mesmo na Série B. O desafio era que a torcida doasse dinheiro para arcar com o salário do camisa 1, o mais alto do elenco.

A campanha "Nosso Jefferson", porém, foi um fracasso. Em pouco mais de sete meses no ar, a quantia arrecadada por de R$ 23 mil, o que não representava nem 10% de um vencimento mensal do goleiro, que ganhava R$ 300 mil. A diretoria, meses depois, até admitiu que a iniciativa não deu certo e cancelou o programa de financiamento coletivo.

Este fator, porém, não se repetiu em 2019. Com apenas seis dias no ar, a vaquinha para doar cestas básicas aos funcionários do Botafogo arrecadou mais de R$ 30 mil - um valor seis vezes maior à meta inicial. A mobilização dos torcedores foi tão grande que o valor, em um período de tempo extremamente menor, superou a campanha organizada pela campanha de Carlos Eduardo Pereira, atualmente vice-presidente geral do Alvinegro.

A vaquinha online, por ora, está paralisada. Com um bom valor arrecadado, o próximo passo é esperar duas semanas - prazo do site para liberar o dinheiro juntado - para comprar as cestas básicas. Apesar disto, funcionários da sede de General Severiano e do Estádio Nilton Santos já receberam doações de objetos de higiene pessoal e alimentos por conta dos jogadores do elenco profissional. Ao todo, mais de 200 cestas básicas foram entregues.