Botafogo x Atlético-MG

Eduardo Barroca comemora com o elenco após gol (Foto: Divulgação/Botafogo)

Sergio Santana
10/09/2019
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Jogo apertado. Botafogo vence o Atlético-MG, em partida válida pela 18ª rodada do Brasileirão, no Estádio Nilton Santos, por 1 a 0. Contra-ataque fulminante, Valencia encontra Alex Santana, que desloca o goleiro para dobrar a vantagem do Glorioso na partida. Eduardo Barroca abandona a área técnica e, correndo, sai para abraçar os jogadores, reunidos para comemorar o gol.

Pode parecer uma mera comemoração, mas a movimentação generalizada entre jogadores e Eduardo Barroca exemplificou como está o ambiente pelas bandas do Estádio Nilton Santos: os atletas confiam, de maneira praticamente unânime, no treinador. Após três rodadas sem vencer no Brasileiro, o Botafogo superou o problemático ambiente externo e reencontrou a rota dos resultados positivos, mantendo o 10º lugar na tabela da competição.

- A gente tem se agarrado 100% à preservação do lado esportivo. Mais uma vez eles (jogadores) conversaram comigo e pediram que, eu junto com o Anderson, fosse o elemento que mantivesse a ordem no trabalho e o lado esportivo em sua plenitude, e é isso que eu tenho feito com eles. Não posso deixar de exaltar a atitude dos jogadores mais uma vez. Encontrei um grupo de jogadores comprometidos, frontais para debater suas posições - afirmou Eduardo Barroca, em entrevista coletiva após a partida.

Insatisfeitos pela situação financeira e os dois meses de salários atrasados, os jogadores resolveram não dar entrevistas coletivas na sala de imprensa - a intenção é não expor os patrocinadores do clube. Assim como no último posicionamento de silêncio do elenco, realizado durante a Copa América, Eduardo Barroca mostrou apoio ao lado dos atletas. O comandante, inclusive, deu sua entrevista após a vitória sobre o Galo em pé, com um fundo preto. 

- Estou 100% junto com os jogadores, essa decisão de sair da sala de imprensa partiu do departamento de futebol, que eu acatei. O Anderson (Barros, gerente de futebol) o responsável pelo departamento. Todos nós estamos juntos nesse cenário que estamos passando - analisou.

Eduardo Barroca, inclusive, é um dos responsáveis por “segurar as pontas” internamente. Os jogadores estão insatisfeitos com a falta de posicionamento por parte da diretoria e, principalmente, pelo sumiço de alguns dirigentes no dia-a-dia do Estádio Nilton Santos. Neste cenário, o técnico, além de ter uma relação aberta com o elenco, é o responsável por manter a cabeça dos jogadores dentro das quatro linhas.

Em um cenário inconstante e com bastidores pegando fogo, a relação entre Eduardo Barroca e o elenco do Botafogo é o alento por dias melhores e que a temporada, apesar de todos os problemas, pode terminar em alta. O Alvinegro volta aos gramados no próximo sábado, às 21h, para enfrentar o Ceará, na Arena Castelão.