Lucas Fernandes, Bruno Tabata, Gustavo Sauer

Lucas Fernandes, Bruno Tabata e Gustavo Sauer são alvos do Botafogo (Montagem Lance! Fotos: Divulgação)

Sergio Santana
11/04/2022
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

As próximas 48 horas serão agitadas no Botafogo. O clube considera que ainda precisa de melhorias no elenco e a diretoria vai atrás justamente de reforços nesses últimos dois dias de janela de transferência. O tempo, claro, é inimigo do Alvinegro na busca por jogadores.

> Novo ranking da Forbes divulgado; saiba o time do coração dos bilionários brasileiros

A primeira janela de transferências do Brasil fecha no dia 12 de abril, esta terça-feira. Depois disso, clubes podem contratar jogadores apenas em 18 de julho, quando já terão passadas 17 rodadas do Campeonato Brasileiro. O Botafogo considera que precisa de mais jogadores para encarar essa primeira parte da competição nacional.

O clube tem alvos definidos e, nos últimos dias, enviou proposta para Gustavo Sauer, do Boavista, e Bruno Tabata, do Sporting. A diretoria ainda está no aguardo da resposta dos clubes portugueses e coloca um ponta direita como uma das prioridades da lista.

E não deve parar por aí. Mais setores estão em pauta: um camisa 10 também foi sondado nos últimos dias e há essa tentativa, além de um meia central - Lucas Fernandes, do Portimonense-POR - e até um centroavante. Essas são as intenções do clube, mas internamente a diretoria sabe que vai ser difícil fechar com todos esses jogadores.

A situação de Lucas Fernandes, inclusive, está 'amarrada' há semanas. O Botafogo iniciou negociações ainda no mês passado, mas até agora não houve uma resposta do Portimonense. Recentemente, o Alvinegro melhorou os termos junto ao time europeu para tentar 'pressionar' e ter a liberação imediata - e rápida - por parte dos portugueses.

+ Torcida do Botafogo é protagonista mesmo com derrota para o Corinthians na estreia do Brasileirão

A pressa é tanta que o plano do Botafogo é conquistar o "sim" dos clubes nesta segunda-feira para resolver a papelada e burocracia de registros na terça-feira, dando assim tempo de registrar os jogadores. Ao depender do tempo, há a possibilidade até da assinatura de contratos sem a realização de exames médicos dentro do próprio clube - apenas com a avaliação física dos clubes que jogam atualmente -, confiando que os atletas estão atuando regularmente.

A intenção é reforçar a equipe de qualquer maneira, tanto que foram enviadas cerca de dez propostas para diferentes jogadores nas últimas 48 horas. Claro que muitas dessas para jogadores da mesma posição - como no caso de Tabata e Sauer, por exemplo -, mas que mostra a necessidade e pressa do Botafogo, que tem objetivo de fechar com pelo menos dois atletas.

É uma corrida contra o tempo e cada passada do ponteiro aumenta a pressão nos corredores do Estádio Nilton Santos. O Botafogo tem uma série de alvos e intenções para esses últimos dois dias de janela, mas a questão é saber quais dos caminhos se tornarão positivos. Os bastidores pegarão, de fato, fogo.