Matheus Fernandes

Matheus Fernandes está na segunda temporada como jogador profissional (Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
09/07/2018
14:24
Rio de Janeiro (RJ)

Passada a participação do Brasil na Copa do Mundo deste ano, a sempre falada renovação volta à pauta. No Botafogo, além de Igor Rabello, quem tem participações em Seleções de base é Matheus Fernandes. O volante de 20 anos não esconde a vontade de vestir novamente a camisa amarela. Mas com calma.

- A gente pensa, sim. É o sonho de todo jogador disputar Copa do Mundo e conquistar o título. A gente fica pensando, mas não adianta pensar lá na frente e não dar meu melhor aqui. Se der meu melhor aqui, com certeza vou ser convocado - acredita o meio-campista, mirando o Mundial do Qatar, em 2022.

Um dos mais promissores jogadores formados na base alvinegra nos últimos anos, Matheus é uma das esperanças de receita do clube. A eventual venda dele e/ou de Rabello aliviaria o combalido cofre do Botafogo. Apesar de sondagens e observações recentes, ele garante não ter sido procurado.

- Minha vontade é jogar, sempre estar jogando. Deixo para o meu pai (Reinaldo Siqueira) e para o clube essas questões. Fico focado aqui no clube. Não chegou nada oficial para mim - minimiza.

Quanto à Seleção Brasileira, em relação aos volantes que estiveram no mais recente mundial, a disputa por espaço no próximo ciclo seria com Paulinho, Fernandinho e Casemiro. Os dois primeiros, com 29 e 33 anos, tem menos chances de continuarem. O atleta do Real Madrid (Espanha) tem 26 anos.

Mais adiantados no meio-campo, Renato Augusto tem 30 anos e Fred tem 25. Para futuras convocações, nomes como Arthur, vendido pelo Grêmio ao Barcelona (Espanha), e Douglas, emprestado pelo Manchester City (Inglaterra) ao Girona (Espanha), na última temporada, são nomes observados.