Luís Castro - Botafogo

Luís Castro foi o nome escolhido por John Textor para comandar o Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Felippe Rocha
13/05/2022
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

São menos de dois meses de Luís Castro no Botafogo. Pode até parecer mais tempo diante de tanta coisa que tem acontecido no clube, mas o tempo para treinos, jogos e para o conhecimento entre comissão técnica e elenco é implacável. Apesar de tudo isso, o time satisfaz o treinador, considerando o estágio atual da formatação.

- Se fosse uma pré-temporada de sete semanas, estaríamos a terminá-la agora, mas chegamos com a temporada em andamento. Não tem corrido muito mal. Perdemos pontos para times que alguns acham que não deveríamos perder, mas temos pontos contra adversários que alguns achavam que não teríamos. Futebol é assim. Milhões apreciam futebol pela incertezas dele. Equipes caem nas copas - ponderou o treinador, após a vitória sobre o Ceilândia pela Copa do Brasil.

+Carli bate recorde. Veja os gringos com mais partidas por clubes

- Conto muito com a dedicação dos jogadores, e eles vêm se entregando. A torcida se entrega de alma no estádio, os jogadores se entregam aos treinos e jogos, de alma e coração. E isso faz com que possamos conquistar. Já estamos num ponto de confiança. Vou deixar de falar que estamos em construção e passar a falar que "estamos assim". E assim vamos - projetou o comandante.

E assim o Botafogo volta a campo neste domingo. O jogo contra o Fortaleza é no Nilton Santos, às 18 horas.

-> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro