Kauê - Botafogo

Kauê em ação pelo Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
03/01/2022
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

O principal torneio de base do país vai começar para o Botafogo. A equipe sub-20 do Alvinegro estreia na Copinha nesta segunda-feira, às 15h15, contra a Aparecidense, em Taubaté. O Glorioso está no Grupo 14 da competição, ao lado dos donos da casa e do Petrolina-PE.

+ Botafogo x Aparecidense: veja provável time do Glorioso e onde assistir ao jogo da Copinha

A equipe comandada por Ricardo Resende chega com o título da Copa Rio/OPG sub-20 conquistado em novembro sobre o Vasco na costas. Além disso, o time foi vice-campeão da Copa do Brasil e eliminado nas quartas do Brasileirão na última temporada.

O treinador terá 'desfalques' entre os jogadores que ele comandou em 2021. São os casos do goleiro Igo Gabriel, do meia Juninho e dos atacantes Rikelmi e Gabriel Conceição, que farão a pré-temporada com o time profissional. Mesmo assim, o Botafogo tem outros jogadores a serem observados. O L! mostra.

+ Botafogo tem interesse no zagueiro Klaus: saiba as contratações, saídas e sondagens do clube

KAUÊ

Posição: segundo volante/meia
Idade: 22/10/2004 (17 anos)

​É a maior joia da base do Botafogo depois de Matheus Nascimento - outro que estará envolvido com o time principal e não atua na Copinha. Kauê está acostumado a jogar com atletas mais velhos que ele e pulou etapas em praticamente todos os momentos da carreira na base.

É um segundo volante que gosta de pisar na área, conduzir a bola e ocupa bem espaços. Também já foi colocado como meia pelo lado direito por Ricardo Resende. O trabalho sem bola é um dos pontos fracos do meio-campista, que deve ser um dos líderes técnicos da equipe.

Marquinhos - Botafogo
Marquinhos, do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)

MARQUINHOS
Posição: ponta/atacante
Idade: 04/10/2002 (19 anos)

Chegou a hora de assumir a responsabilidade. Marquinhos é um atacante que atua pelos lados do campo e tem a velocidade como principal qualidade. Ele chega em 2021 para o quarto ano no time sub-20 e com a expectativa de assumir um papel de protagonista na equipe.

Pela idade, o atleta foi reserva na maior parte dos últimos anos na equipe - ele, vai lembrar, chegou ao Botafogo em 2017 para integrar o sub-17. Com a idade já avançada, a tendência é que o atacante tenha o espaço necessário para assumir os holofotes. O cruzamento é a principal dificuldade do atacante.

Guilherme Liberato - Botafogo
Guilherme Liberato chegou ao clube em 2021 (Foto: Reprodução)

GUILHERME LIBERATO
Posição: volante
Idade: 16/06/2001 (20 anos)

Guilherme Liberato sempre carregou certa expectativa consigo nos tempos de Cruzeiro, clube que defendeu por quase quatro anos. Até mesmo com passagem pelo time profissional da Raposa, ele foi afastado em março do ano passado após um "ato de indisciplina gravíssimo", como informado pelo clube.

Mesmo assim, o Botafogo resolveu dar uma chance e contratou o volante meses depois. Longe de polêmicas, rapidamente virou titular na equipe de Ricardo Resende. O volante tem a proteção física, toque e ocupação de espaços como qualidades. Por outro lado, é marcado por 'prender a bola' mais do que o necessário em algumas jogadas.

Reydson - Botafogo
Reydson é o capitão do Botafogo (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

REYDSON
Posição: zagueiro/lateral-esquerdo
Idade: 08/02/2002 (19 anos)

Capitão do time, Reydson é um dos líderes da equipe e um dos responsáveis por comandar o time dentro de campo. Zagueiro canhoto, também já atuou como lateral-esquerdo sob o comando de Ricardo Resende. Foi um dos destaques do título da Copa Rio/OPG.

Tem senso de posicionamento e sabe sair jogando com a bola no pé, mas a baixa estatura - pouco mais de 1,80m - o dificulta em algumas jogadas de bola aérea, sua principal deficiência.