Paulo Victor - Botafogo

Paulo Victor está a caminho do Internacional (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
23/06/2021
20:26
Rio de Janeiro (RJ)

A posição do Botafogo para vender os jovens jogadores criados nas categorias de base é de ajudar o clube no sentido financeiro. Com os cofres prejudicados por conta do rebaixamento à segunda divisão, o Alvinegro é praticamente "obrigado" a negociar atletas, como foi o caso de Paulo Victor, a caminho do Internacional após reunião realizada nesta quarta-feira.

+ Decisões de venda no Botafogo são tomadas por 'colegiado' formado por dirigentes, CEO e Freeland



A questão é que o dinheiro que o Botafogo vai receber pela transferência do lateral-esquerdo é suficiente para pagar apenas uma folha salarial inteira. O Alvinegro vai receber R$ 2,6 milhões do Internacional pelo ato da transferência - o Nova Iguaçu, que tinha 50% dos direitos federativos do atleta, vai ganhar a mesma quantia.

Os vencimentos do elenco do Botafogo estão, atualmente, na faixa de R$ 1,8 milhão. Com a adição de funcionários, colaboradores e gastos diretamente ligados a futebol, o valor chega a pouco mais de R$ 2 milhões. Ou seja, o dinheiro que o Alvinegro ganhou por PV no curto prazo é suficiente para apenas um mês inteiro.

O valor junto ao Internacional, contudo, pode aumentar. O Colorado pode pagar mais R$ 800 mil - que serão novamente divididos entre Botafogo e Nova Iguaçu - caso Paulo Victor bata metas individuais, o que totalizaria R$ 6 milhões na transferência inteira.

+ Veja a tabela da Série B

No negócio, ficou definido que o Botafogo ficará com 25% do percentual de uma venda futura feita pelo Internacional a uma outra equipe.