Botafogo - vice-presidentes

Vice-presidentes do Botafogo (Foto: Divulgação)

Sergio Santana
06/05/2021
16:29
Rio de Janeiro (RJ)

A situação envolvendo os vice-presidentes do Botafogo continua rendendo no Botafogo. Nesta quinta-feira, um grupo de mais de 30 conselheiros que apoia o presidente Durcesio Mello enviou um abaixo-assinado ao mandatário pedindo a renúncia dos VPs.

No documento, os conselheiros afirmam que os vice-presidentes estão atrapalhando o processo de profissionalismo do clube, um processo defendido por Durcesio Mello e pelos próprios atuais VPs durante a época de campanha. São eles:

Vinícius Assumpção: VP geral e financeiro
Daniel Pereira Júnior: VP de esportes gerais
Marcelo Barbieri: VP jurídico
Hilário Gouvêa Vieira: VP de remo
Thiago Sallibi: VP social

Durante a semana, o LANCE! publicou que os vice-presidentes não gostaram das mais de 90 demissões no Botafogo por terem perdido força política interna. Os membros tentaram segurar os colaboradores até o fim.

LEIA O ABAIXO-ASSINADO:
"Srs. vice-presidentes do Botafogo de Futebol e Regatas,

Vimos, por este abaixo-assinado, pedir a renúncia imediata dos vice-presidentes nomeados.

Conforme compromisso da vencedora campanha de Durcesio Mello à Presidência do Botafogo, aprovado por ampla maioria de sócios em novembro de 2020, a gestão amadora do clube seria substituída pelo profissionalismo.

Este compromisso de modernizar o Botafogo nos uniu em torno de Durcesio Mello em sua vitoriosa campanha à Presidência do Botafogo. Os sócios, ao nos elegerem, aprovaram o projeto de afastar o amadorismo, que previa, como uma das ações centrais, o fim das Vice-presidências.

Estatutariamente - e os exemplos informados pela imprensa comprovam -, o poder dos vices amadores interfere, sobremaneira, na atuação do CEO. Manter os vices é colocar em risco a tão necessária reestruturação do Botafogo.

Cabe ressaltar que os atuais Vice-Presidentes apoiaram o projeto vencedor que contemplava o fim das Vice-Presidências. Dois deles, o VP de Esportes Gerais e o VP Social, inclusive faziam parte da coordenação de campanha.

À época das nomeações, em janeiro, a alegação foi de que as seriam apenas transitórias até chegada do CEO. Pois bem, o CEO chegou. E para o profissionalismo entrar, o amadorismo precisa sair.

O Botafogo não pode mais perder tempo. Um Botafogo moderno não comporta mais amadores.

Pelo bem do nosso Botafogo, os vices devem renunciar imediatamente.

Lista de Conselheiros (30)

1. Alcides Guedes Cunha (Estrela Alvinegra)

2. Alejandro Octavio Abiusi (Botafogo sem Medo)

3. André Luiz Dabul Carraro Pereira

4. Antônio Carlos Copello Ferraz Junior

5. Bruno Leal Bazoli

6. Claudio Cezar Carvalho de Almeida (Botafogo sem Medo)

7. Cristian de Carvalho Souza (Estrela Alvinegra)

8. Daniel Figueira Borges

9. Fabrício de Sena Pereira (Estrela Alvinegra)

10. Fernando Flávio Pessoa Pereira (Estrela Alvinegra)

11. Frederico Bastos de Carvalho Filho

12. Ique Lavatori Barbosa Guimarães (Estrela Alvinegra)

13. Jorge Pinto Medeiros Neto

14. José A. De Franco (Estrela Alvinegra)

15. Leandro de Oliveira Machado (Estrela Alvinegra)

16. Leandro Moura Vaz Morais

17. Lucas de Almeida Amiune (Estrela Alvinegra)

18. Ludmila de Almeida Duarte (Botafogo sem Medo)

19. Luís Fernando Lôpo de Souza Santos (Botafogo sem Medo)

20. Luiz Cláudio Fetterman Guimarães (Estrela Alvinegra)

21. Marcelo da Silva Estrada (Botafogo sem Medo)

22. Marcos Moysés da Cunha (Estrela Alvinegra)

23. Marcus Vinícius (Estrela Alvinegra)

24. Maria Cristina Capoto Aranha

25. Mauro César da Silva Junior

26. Pedro Augusto da Silva Braga

27. Ricardo Luiz da Silva (Estrela Alvinegra)

28. Terry Brossmann (Botafogo sem Medo)

29. Thiago Pinheiro (Botafogo sem Medo)

30. Vinícius Gonçalves Villa Alvarez (Botafogo sem Medo)

Lista de Sócios-Proprietários (5)
1. Cláudio Rodrigues (Estrela Alvinegra)

2. Fernando José (Estrela Alvinegra)

3. Márcio Cardoso (Estrela Alvinegra)

4. Rodrigo Pian (Estrela Alvinegra)

5. Willian Bueno (Estrela Alvinegra)"