John Textor

John Textor: empresário está próximo de acertar a compra da SAF do Botafogo (Foto: Divulgação)

Tiago Tassi*
25/12/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo assinou nesta sexta-feira um pré-contrato pela venda da SAF do clube. O empresário responsável pelo investimento de um pouco mais de R$ 400 milhões no Alvinegro é John Textor. O LANCE! detalha tudo sobre o mais novo investidor do futebol brasileiro.

> GALERIA: Veja quem já virou SAF no Brasil e quem está a caminho de se transformar

John Textor é um empresário americano de 56 anos ligado ao ramo de mídia. Foi executivo da Digital Domain, empresa de efeitos especiais que trabalhou em filmes como Harry Poter e Piratas do Caribe. Atualmente, ele é sócio majoritário da FuboTv, plataforma de streaming especializada em transmissão de ligas e conteúdos de entretenimento no geral. Em 2016, Textor foi classificado como “guru da realidade virtual de Hollywood”.

Em outubro de 2020, o IPO (oferta pública inicial) da fuboTV na Bolsa de Nova York foi avaliado em cerca de 8 bilhões de dólares. O empresário possui 18% das ações do Crystal Palace, clube da Inglaterra. John Textor desembolsou 103 milhões de euros para se tornar sócio do clube londrino.

- Tenho visto muitas oportunidades no futebol europeu para investir, para poder seguir minha paixão pelo futebol e ter uma participação significativa em um clube - disse Textor sobre o acordo com o clube inglês.

John Textor está montando um portfólio de clubes. Além do Crystal Palace, o investidor tentou comprar parte do Benfica, de Portugal, o que não aconteceu e está próximo de adquirir parte do RWD Molenbeek, da Bélgica. Em Portugal, o empresário ofereceu 50 milhões de euros por 25% do Águias, mas não teve sucesso na operação. 

- Claro que estou desanimado por saber, oficialmente, que a direção do Sport Lisboa e Benfica não aprovaria a minha compra de ações. Também estou surpreso que minha oferta para financiar as necessidades de capital do clube, em termos mais favoráveis ​​do que a emissão de títulos proposta, pareceu receber pouca consideração. Não estou surpreso com esta decisão, mas estou desapontado. A oportunidade de se juntar à família do Benfica, que ela própria já tinha convidado o investimento público, seria uma oportunidade única -  afirmou Textor após o veto do conselho do clube português. 

*Estagiário sob a supervisão de Victor Mendes