Durcesio Mello - Botafogo

Durcesio Mello é o presidente do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
14/12/2021
10:42
Rio de Janeiro (RJ)

O atraso de uma semana no pagamento dos salários durou apenas algumas horas. A diretoria do Botafogo quitou os vencimentos referentes ao mês de novembro a jogadores e funcionários na manhã desta terça-feira. O dinheiro já está na conta dos colaboradores.

+ Botafogo sonha com Elkeson: saiba as contratações, saídas e sondagens do clube para 2022

A verba foi desbloqueada em ação na Justiça. Com auxílio do Sindeclubes, parceiro do Botafogo neste sentido desde o ano passado, o clube conseguiu o desbloqueio de uma quantia que estava presa. Com a liberação da juíza da Vara do Trabalho, a quantia já foi depositada.

Como de praxe, o pagamento foi 'limitado' a quem recebe até 60 salários mínimos - pouco menos de R$ 70 mil. Poucos atletas recebem um valor acima disso: neste caso, a quantia referente ao que o Sindeclubes pode pagar cai na conta, enquanto a diferença dos valores ainda fica em aberto.

Nesta terça-feira, o Botafogo havia completado uma semana com o salário de novembro atrasado. A diretoria estava correndo atrás da liberação das verbas desde antes da data do vencimento, mas só conseguiu agora. O 13º, vale lembrar, ainda não foi pago.

Internamente, a diretoria afirma que os próximos meses serão os mais difíceis da gestão Durcesio Mello. Isso porque, com a ascensão para a Série A do Brasileirão, os custos com o futebol naturalmente vão aumentar, mas o dinheiro referente às novas cotas de TV entrarão nos cofres apenas em junho.