Caio Alexandre e Kanu - Sport x Botafogo

Caio Alexandre e Kanu comemoram gol (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
13/10/2020
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

"Kanu! Kanu! Eu te amo!", exclamou Caio Alexandre após marcar o segundo gol do Botafogo na vitória sobre o Sport, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A dupla, diretamente envolvida no resultado na Ilha do Retiro - o meia marcou um gol e o zagueiro deu uma assistência -, se consolidou como protagonista do Alvinegro. Os dois, contudo, já são parceiros de longa data.

Dois dos atletas com mais jogos do Botafogo na temporada, Caio Alexandre e Kanu são melhores amigos. A amizade, que começou nas categorias de base, se fortaleceu ainda mais no profissional. O meio-campista, em entrevista exclusiva ao LANCE!, afirmou que os dois se uniram para superar momentos difíceis e chegarem ao time titular.

- Chegar no profissional e estar em um momento bom com o Kanu é sensacional. Assim que eu subi para o profissional eu ia de carona com ele ou ele comigo. No começo, ele também não era relacionado, assim como eu. Ele me dava conselhos. Chegou antes de mim, foi emprestado. Trabalhamos muito juntos, domingo que tinha jogo a gente ia para o Nilton Santos de manhã para treinar. Nós crescemos juntos. No começo do ano tivemos nossas primeiras oportunidades no Carioca e poder desfrutar de tudo isso hoje é sensacional. Tem muita coisa pela frente ainda, mas é um momento especial. Olhar para trás e ver tudo o que a gente passou é gratificante - comemorou Caio.

- Muito feliz com esse momento. É desfrutar, mas continuar com os pés no chão para levar o Botafogo ainda mais longe. Desde a base eu gritava no ouvido dele (Caio). Ele sempre atentou, escutou. Está colhendo o que plantou. Ele é merecedor. Fico feliz por ter dado a assistência, ainda mais para ele. Pareceu até que o gol foi meu - completou Kanu.

Caio Alexandre e Kanu - Botafogo
Caio Alexandre e Kanu indo ao treino (Foto: Arquivo Pessoal)

Além da superação, outro elemento une Caio Alexandre e Kanu: Duque de Caxias, um dos municípios mais famosos do Rio de Janeiro. Os dois são criados e moram no local - inclusive, com uma distância curta entre as casas. A relação entre o camisa 3 e o 19, portanto, vai muito além do dia a dia de jogos e treinamentos no Estádio Nilton Santos.

- A gente se conhecia desde a base, mas se aproximou mesmo no sub-20 e agora no profissional ficamos cada vez mais amigos. Nós dois moramos em Caxias, então estamos sempre juntos. Nossas famílias saem juntas, eu frequento a casa dele, ele frequenta a minha casa. É um cara que me ajuda muito. A gente se cobra bastante para fazer tudo certo, nos minutos finais do jogo o Kanu sempre me diz para lembrar de tudo que passamos para não parar de correr (risos). O mental é importante. Ele merece tudo isso que está vivendo. Sou um grande fã do zagueiro e da pessoa - afirmou o volante.

Caio Alexandre e Kanu - Botafogo
Kanu com a filha Sofia no aniversário de Caio (Foto: Arquivo Pessoal)

Caio e Kanu carregam Caxias no coração. A Baixada Fluminense se faz presente na amizade dos dois e também na forma como a dupla enxerga o próprio papel fora de campo. Além de o local ser visto como a hora de lazer para os dois, há também uma responsabilidade social.

- Sou nascido e criado em Caxias, até hoje moro lá. Fico feliz de dar orgulho para o meu lugar, para os meus pais e todos aqueles que torcem por mim. Chegar no profissional em um clube gigantesco é a realização de um sonho. Muitos torcem pela a gente, queremos (ele e Kanu) seguir desempenhando um grande papel para representar as pessoas. A gente faz projetos sociais e sempre pensamos em um lugar melhor. Creio que com essa ajuda muitos jovens podem realizar sonhos. Nossa vitória dentro do futebol é uma vitória de Caxias também - destacou o camisa 19.

- Só tenho a agradecer a Caxias. Vivi minha vida toda lá, minha infância, melhores amigos, família... É lá que vou passar minha folga. No meu tempo livre sempre estou lá. Coincidência o Caio também ser de lá. A gente se encontra para treinar, comer... Tem o nosso acaí, que agora ficou famoso, todo mundo conhece (risos). Vamos estreitando mais a nossa amizade. Isso vai para dentro de campo - lembrou o zagueiro.