Jece Leite

Jece Leite vai trabalhar pela primeira vez com Léo Fugueiró (Foto: Divulgação/LNB)

LANCE!
19/08/2019
18:55
Rio de Janeiro (RJ)

O assistente técnico de Léo Figueiró, Jece Leite completou uma semana à frente da pré-temporada do basquete botafoguense. Amigos de longa data, mas apenas no primeiro trabalho juntos, a dupla tem grande entrosamento e conta também com auxílio de outros profissionais na gestão do elenco alvinegro.

Eleito o melhor técnico do NBB 11, Léo Figueiró comandou a Seleção Brasileira Sub-21, que foi campeã do Sul-Americano da categoria, disputado entre os dias 12 e 17 deste mês, na Colômbia. Após o compromisso, Figueiró retorna ao Botafogo para dar início a temporada da equipe. 

Jece, que estava em Limeira antes de aceitar o convite para ingressar no Botafogo, falou sobre a divisão das tarefas em General Severiano, exaltou o comprometimento da equipe multidisciplinar e projetou a nova temporada.

TRABALHO

– Agradeço todos os dias ao Léo por estar aqui e participar deste trabalho. A gente se conhecia, nunca tinha trabalhado, mas dividia algumas ideias sobre basquete. Cheguei com uma responsabilidade grande, como único assistente, mas começamos a seguir um padrão bem estudado, aplicamos e vem dando certo. Estou muito feliz pela convocação e pelo sucesso do Léo na Seleção, que foram consequências de uma ótima temporada.

EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

– É fundamental! Nós, da parte técnica, não conseguiríamos fazer nada sem todo apoio que recebemos de outros profissionais que ficam nos bastidores e fazem toda a diferença. Na parte física tem o Pedro, que também ajuda muitas vezes na quadra e dita o ritmo dos nossos atletas. O Pelé, da fisioterapia, também é um grande responsável por essa parte, recuperando nossos atletas e deixando todos em condições físicas ideais. O Léozão, o Antônio, o André e o Rafael também são decisivos para o nosso dia a dia acontecer da melhor forma possível e tenho certeza que se tirar uma pecinha desse conjunto, tudo desanda. Todos são muito importantes e colaboram para a bola cair na hora do jogo.

PRÉ-TEMPORADA

– Estamos há mais de um mês treinando, alguns atletas já vinham fazendo específicos sozinhos durante as férias e chegamos aqui somando tudo. Passa rápido, mas ainda estamos num momento de afinação e reconstrução do nosso time. A ideia é praticar a mesma filosofia de jogo, conseguimos manter boa parte do elenco e isso está sendo de fundamental importância no suporte aos novos atletas.

BORACINI

– Tem escutado e entendido muito bem nessas primeiras semanas. Ele ainda não fez parte de uma equipe que jogasse como a nossa, mas tem características que agregam bastante e vão encaixar muito bem aqui. Aliando a capacidade técnica à concentração, ele tem absolutamente tudo para dar certo. Claro que é uma questão de tempo, ele não vai dominar o sistema em duas semanas de trabalho, mas como jogador experiente que é, vai se adaptar aos poucos e dar muitas alegrias a torcida botafoguense.

EXPECTATIVA

–Depois de uma temporada como a que tivemos, é natural que a expectativa de fora pra dentro seja elevada e a gente tem noção disso. O torcedor sentiu orgulho da gente, nos prestigiou em vários ginásios e foi determinante para alcançarmos resultados como a semifinal do NBB. Sabemos o quanto é duro chegar lá de novo, mas temos a consciência da nossa força e pensamos em chegar muito mais longe desta vez. Jogaremos o Carioca, o NBB e o Sul-Americano, e entraremos sempre para buscar o prêmio máximo como objetivo nessas competições, que são os títulos.

Já sob o comando de Léo Figueiró, o Botafogo estreia no Campeonato Estadual dia 2 de setembro, fora de casa, contra o Niterói.